O Duque e Eu - Julia Quinn

Simon Basset, o irresistível duque de Hastings, acaba de retornar a Londres depois de seis anos viajando pelo mundo. Rico, bonito e solteiro, ele é um prato cheio para as mães da alta sociedade, que só pensam em arrumar um bom partido para suas filhas. Simon, porém, tem o firme propósito de nunca se casar. Assim, para se livrar das garras dessas mulheres, precisa de um plano infalível. É quando entra em cena Daphne Bridgerton, a irmã mais nova de seu melhor amigo.
Apesar de espirituosa e dona de uma personalidade marcante, todos os homens que se interessam por ela são velhos demais, pouco inteligentes ou destituídos de qualquer tipo de charme. E os que têm potencial para ser bons maridos só a veem como uma boa amiga. A ideia de Simon é fingir que a corteja. Dessa forma, de uma tacada só, ele conseguirá afastar as jovens obcecadas por um marido e atrairá vários pretendentes para Daphne. Afinal, se um duque está interessado nela, a jovem deve ter mais atrativos do que aparenta.
Mas, à medida que a farsa dos dois se desenrola, o sorriso malicioso e os olhos cheios de desejo de Simon tornam cada vez mais difícil para Daphne lembrar que tudo não passa de fingimento. Agora ela precisa fazer o impossível para não se apaixonar por esse conquistador inveterado que tem aversão a tudo o que ela mais quer na vida.

Não podia começar essa resenha de maneira diferente, só tenho elogios para fazer, e para início de conversa: O Duque e Eu é um daqueles livros que por sua simplicidade se torna inesquecível.

Não é para menos que a Editora Arqueiro escolheu essa autora para iniciar suas publicações de Históricos, Julia Quinn se garante no quesito. É notório que ela veio para ficar, e já chega com seu trono reservado, sentou e tomou posse.

Entrei na leitura com uma enorme expectativa, já que seria um prazer relembrar o tempo em que só lia livros de banca e históricos, e senti-me um pouco ressabiada ao adentrar na história, até porque acabara de sair de um Nora Roberts que, diga-se de passagem, é o inverso total do gênero de Julia Quinn. Talvez por esse motivo me sentisse um pouco desconfortável com a mudança brusca no estilo, já que O Duque e Eu tem uma escrita mais elaborada, quase coloquial.

Tive um estranhamento, demorei a me concentrar, mas antes da página 30 já havia me acostumado e daí em diante foi um imenso prazer a leitura.

Conhecer o clã dos Bridgerton com certeza vai ser uma grande aventura, vislumbrá-los logo de cara no O Duque e Eu foi agradabilíssimo. Indiscutivelmente essa série vai arrasar, marcar e deixar saudades, ainda bem que ainda estamos no primeiro livro.

Simon e Daphne formam um casal único, suas conversas e tiradas são impagáveis, todo o furor que cerca esse conhecer, desenvolver e desenrolar da história é deveras encantador.

Acho que não preciso falar muito sobre a história, já que o imenso burburinho que vemos pela Blogosfera Literária já é mais que um aval para se ler o livro.

Minhas impressões sobre a leitura não poderiam ser diferente e sinto que acabaram sendo simplesmente mais do mesmo, acredito que serão poucos os que não irão curtir a leitura, se empolgarem com o desenrolar dessa narrativa tão bem escrita e apaixonante.

Simon é um personagem que vem de uma infância difícil, Daphne ao contrário foi cercada de todo o amor possível, dos pais, amigos, irmãos, e sonha para si algo tão bom quanto, ou ainda melhor.

Seus irmãos a amam e a protegem de todo e qualquer avanço inoportuno e é super divertido o convívio de todos, encaixar nesse universo um personagem como Simon, que vem de um lar no qual não existia qualquer demonstração de afeto, foi uma jogada de mestre da autora. Misturar o frio ao quente sem preparo ou avisos com certeza pode transformar qualquer um. 
Diversão garantida, muito humor e demonstrações de afeto são pontos fortes da história, sem contar com o romance que transborda em todas as páginas do livro.

Uma leitura mais que prazerosa, uma autora que sabe transformar o clichê em uma história primorosa, digna de aplausos. 
E que venham todos os irmãos Bridgerton, com suas peculiaridades, alegrias, e tudo mais que temos direito.
Leitura super recomendada!

22 comentários:

  1. A cada novo comentário ou resenha eu me sinto mais ansiosa. Pois caí na besteira de incluir o livro do Dan Brown no meu pedido, portanto tenho que esperar o que parece ser uma eternidade para o meu exemplar de O Duque e Eu Chegar....
    Mas, penso que irei desfrutar imensamente da leitura, assim como você. Ótima resenha!
    Bjks

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uma leitura prazerosa com certeza Sueli.
      Leia seu Dan Brown e reserve emoções para Julia Quinn.
      Depois volta e me conta o que achou!
      Beijos.

      Excluir
  2. Leninha,

    Sou tão fã do Duque e eu que tenho a versão banca, versão de Portugal e, agora, a de livraria da Arqueiro.

    Amo de paixão a escrita da Julia Quinn

    Estou esperando pelo lançamento do segundo.........roendo as unhas!

    bju

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estamos esperando o segundo, eu, você e a torcida do Flamengo, kkk

      Excluir
  3. Oi,Gostei muito da sua resenha e é verdade Julia Quinn veio para ficar... =)

    Gostei muiito do jeito da sua resenha/comentário porque não tem como a gente deixar de dar nossa própria impressão.

    Beeijos, Stephanie

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Depois de tantas resenhas na blogosfera fica difícil resenhar, espero que dando minhas impressões e comentários sobre o livro o pessoal tenha uma outra visão sobre ele.
      Beijinhos Sthephanie!

      Excluir
  4. Sou tão suspeita para falar da Julia Quinn e desse livro. Eu simplesmente amo a autora! Para você ter uma idéia, eu tenho O Duque e Eu na versão original, em inglês, em verão de banca, na versão portuguesa e pretendo comprar essa da Arqueiro, rs. Já li a série toda e é ótima.
    Daphne e Simon são demais , né? E os irmãos dela não ficam atrás! Fico muito feliz que você tenha gostado!
    bjs!
    Thaís;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eita que vc é fã mesmo, não se admira muito, a mulher se garante!
      Beijos Thaís!

      Excluir
  5. Simplesmente virei fã da JQ após ler História de um Grande Amor!
    O Duque e Eu é um encanto. Eu adorei cada página e fiquei muito triste por ter a edição mutilada da NC, mas agora podemos ter a nossa disposição n ão apenas a edição completa como adquirir os outros exemplares da série. Mal me contenho de ansiedade pela chagada do meu. Eu ri, chorei, me apaixonei pela Daphe e Simon e pelos Bridgertons!!

    Bjus

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Foi mais que um presente aos fãs, não é Alexis?!
      Palmas para a Editora Arqueiro!

      Excluir
  6. Olá Leninha,
    Adorei sua resenha. Preciso ler este livro logo pois só vejo elogios dele.
    Bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leia sim Kênia e volta para me contar o que achou!
      Beijinhos.

      Excluir
  7. Eu sou apaixonada pelos livros da JQ! Já li todos! O que é péssimo, já que só me resta ficar roendo as minhas unhas enquanto espero pelo próximo lançamento dela =P
    Ainda bem que resolveram publicar os livros dela finalmente aqui no Brasil! Agora tenho uma desculpa para reler todos ^^

    Sobre o que você disse a respeito da escrita da Julia ser "quase coloquial", eu acredito que isso se deva em grande parte à tradução da Editora. O texto original é bastante leve, sim, mas muito correto e apropriado ao contexto histórico e social em que a trama se passa. Só que na tradução encheram de expressões coloquiais e que, ao meu ver, não se adequam tanto assim. Uma pena.

    Também escrevi uma resenha de O Duque e Eu, se você quiser dar uma lida ;)

    http://livrosouniversoetudomais.blogspot.com.br/2013/04/o-duque-e-eu-julia-quinn.html

    beijinhos e parabéns pela resenha!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Depois darei uma passadinha lá no seu blog, beijos!

      Excluir
  8. Eu tenho a versão de banca que devorei quando li, e estue louca por esse, quero ler relembrar e comparar.
    bjussss

    ResponderExcluir
  9. Eu li muito sobre esse livro,mas não consigo me interessar por livros que não falam dos tempos atuais.Eu acho que tenho quer tomar coragem e ler um livro desses porque sei que vou me apaixonar.O fato é,não estou com tempo para nada,mas logo que tive,vou dar uma lida num desses livros que devo dizer,as capas são simplismente lindas!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Os históricos dão asas à imaginação Camila.
      É uma delícia imaginar os tempos antigos, com os costumes da época, as roupas e a forma de falar.
      Acredito que você não iria se arrepender de entrar nesse universo.
      Beijos!

      Excluir
  10. Momento desatualizada: Eu não sabia que a Arqueiro estava lançando históricos.
    AMEI!
    Também fez com que eu recordasse minha época de, somente, romances de banca.
    Devo confessar que sinto saudades.
    Faz séculos que não tenho essa leitura e fiquei com muita vontade de ler esse livro.
    Apesar de parecer mais do mesmo a história parece ser deliciosa e uma leitura muito boa.
    Já vou providenciar o meu.

    http://www.lisos-somos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você vai viajar no tempo nas recordações.
      Depois volta e me conta o que vc achou.
      Beijinhos!

      Excluir
  11. Olá! Gostei de sua resenha. Já fiz o meu pedido! Sou fã de Jane Austen e Judith Macnaught. O que você acha delas, Leninha? Abraço, Débora.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Débora.
      Quanto a sua pergunta a resposta é: Lí apenas um livro de cada autora e amei a escrita das duas, Jane é um clássico e Judith uma diva.
      Beijinhos!

      Excluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por email.
Obrigada!

Editoras Parceiras

Postagens Recentes

Visualizações

Últimos Comentários

Lançamentos