Buscar é preciso - Luís Felipe Tavares

Acordou confuso e olhou ao redor. Estava claro que se encontrava em uma enfermaria, mas o que havia ocorrido? Por que estaria ali? Sentiu algo apertando o seu rosto, e ao tateá-lo viu que estava todo encoberto por gases e ataduras. Somente os olhos, narinas e boca estavam desobstruídos. Sentiu fortes dores; levou a mão à cabeça e percebeu que também estava enfaixada. Tentou se erguer, mas uma forte tontura o acometeu e voltou a se deitar. Respirou fundo, e aos poucos a vertigem foi desaparecendo.

Esse livro faz parte da minha estante já há algum tempo e resolvi colocá-lo para disputar na enquete: Escolha o livro Nacional #3. Qual não foi minha surpresa ao ver o livro disparar na frente, deixando os concorrentes, por assim dizer, para trás com grande folga. Meu primeiro pensamento foi: Nossa, o livro tem uma legião de fãs, deve ser muito bom. E não foi surpresa nenhuma então ao constar que o livro é sim, delicioso de se ler!

Uma leitura bem dinâmica, o autor não perde tempo com rodeios, introduz o leitor de cabeça na trama. O foco principal é a história de “Zinho”, nome dado a Erick, um rapaz de boa família, rico, que aparece nas águas do mar de Fortaleza, amarrado, com o rosto desfigurado e desmemoriado, "desgraça pouca é bobagem".  Ele acorda em um hospital dessa maneira, sem saber de nada de seu passado, mas sabe que algo terrível aconteceu. Erick encanta seu médico, Dr. Emanuel, por sua simplicidade e seu enorme conhecimento de termos médicos, com certeza Erick tinha um passado que não poderia ficar esquecido.

E o que parecia ser uma trama simples, com a busca de Erick sobre seu passado, se transforma em algo bem mais complexo. E nos vemos enredados numa trama cheia de mistérios, que fala de espiritualidade, resgate de vidas passadas, reencarnação e muito mais. O autor escreve de forma clara, sem preâmbulos sobre um tema não tão comum para mim. É fácil se apaixonar pelos personagens, sentir suas emoções e conflitos mais íntimos. 
Quando você começa a leitura não imagina que vai encontrar algo tão pungente, mas aos poucos você vê que a história tem um grande potencial e que o autor sabe muito bem sobre o que está falando.

Dá até vontade de estudar a fundo o assunto para saber mais sobre espiritualidade, vidas passadas, e sobre tudo que esse universo prazeroso, onde a busca do perdão e da absolvição da alma, nos mostra.

Gostei muito do livro, foi difícil largar depois que iniciei a leitura, queria descobrir sobre tudo, todos os segredos contidos em suas páginas. Palmas para o autor que soube amarrar todas as pontas da história, mantendo o fio condutor ligando todos os personagens de forma lógica e coerente. Cada um deles tinha um resgate para fazer, um assunto para resolver, seja nessa ou em outra vida.

Uma leitura muito interessante, que faz o leitor pensar e repensar algumas coisas, rever valores e se emocionar.

É com certeza uma leitura indicada para todos os gostos - até porque o livro tem uma história de suspense e mistério -, e também para quem gosta de desbravar outros temas, novos horizontes. 
Uma história com princípio, meio e fim, se é que existe fim nesse nosso universo tão complexo e misterioso. 
Termino a leitura consciente e certa de que leria outros livros sobre o assunto com o maior prazer.

Livro escolhido na Enquete: Escolha o livro Nacional #3


9 comentários:

  1. Oi, Leninha.

    Fiquei surpresa em saber que esse livro aborda temas como espiritualidade, porque olhando pela capa não dá pra perceber isso.

    Sou apaixonada por livros assim, que além do enredo que nos envolve, levanta alguns questionamentos que nos fazem refletir.

    Alguns livros da Elisa Masselli (que lembra demais os livros da Francine Rivers e dos romances que amamos tanto), Zibia Gasparetto, da Evanice Maria Pereira, do Richard Matheson (estes dois últimos já resenhei no blog) são assim e muito emocionantes.

    Dê uma chance que você vai se surpreender, amiga. São leituras prazerosas.

    Você consegiu me instigar a respeito do livro do Luís Felipe Tavares. Quero saber que mistério é esse. [risos].

    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu gostei muito do livro, adoro leituras que me instigam.
      Vou anotar suas dicas amiga, obrigada.
      Beijinhos!

      Excluir
    2. Corrigindo: *conseguiu.

      Vale a pena a leitura de cada um deles, Leninha.
      Você vai amar.

      Excluir
  2. Oi amiga, como vai?
    faz tempo que não passo por aqui e justo hoje quando resolvo vir visitar seu cantinho me deparo com uma resenha de um livro 'espiritualista', não poderia ter vindo em dia melhor. Eu sempre fui muito adepta a este tipo de leitura.
    Eu admito que não conhecia o livro e fiquei surpresa por ele ter sido publicado por uma editora que não é especialista no assunto, mas sem dúvida vou procurar para ler.

    Um beijo no seu coração.

    Beijo, Vanessa - Blog do Balaio
    http://balaiodelivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tomara que você dê sorte e encontrei o livro para comprar e ler.
      A história, como já disse, foi bem amarrada e flui de maneira envolvente.
      Vale a pena ler!

      Excluir
  3. Olá, Leninha!
    Eu nunca li livros sobre espiritualidade, mas essa história parece ser bem interessante.
    Gosto de autores que conseguem amarrar bem a história e nos prender até o final.
    Fiquei com muita vontade de ler esse livro.

    http://lisos-somos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oiiii...
    Um tema diferente é uma boa pedida pra se ler entre os as leituras tradicionais.

    E eu gosto muito de ler um bom livro nacional sou fã de vários escritores daqui.

    bejoca.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza uma boa pedida para variar dos livros que estamos acostumadas a ler.
      Beijinhos!

      Excluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por email.
Obrigada!

Editoras Parceiras

Postagens Recentes

Visualizações

Últimos Comentários

Lançamentos