Primavera do Amor - Diana Palmer

Louise Blakely: Médica de coração partido.
Jeb Coltrain: Médico em missão.

Louise não estava preparada para se apaixonar por seu colega Jeb Coltrain. O lendário texano sempre a tratara como inimiga, mas a surpreendeu com um chocante e inesperado pedido de casamento. Não havia dúvidas de que se casar com Jeb significaria sua total rendição...

Mas Louise não sabia das verdadeiras intenções de Jeb. Ele queria surpreender sua inocente companheira, cujo pai o traíra tão cruelmente. Ainda assim, sua beleza provocante o deixava em chamas. Agora, Jeb fará o que for preciso para conquistá-la de verdade...seu corpo, sua alma e seu coração.

Não é segredo para ninguém que eu sou fã incondicional dos romances de Diana Palmer, sempre regados com histórias apaixonantes e com personagens diferenciados, ou seja, mocinhas frágeis e sensíveis e mocinhos ogros brutos e machões.

Não foi diferente em Primavera do amor. Aqui temos a mesma temática de sempre, uma mocinha que nutre uma paixão de tempos pelo galã da história, e um mocinho grosso, beirando à falta de educação de tão ogro.

Lou é uma médica que carrega um drama do passado, porém traz dentro de si um amor escondido e alimentado a duras penas. Sonha com o Drº Coltrain pelos corredores do hospital, mesmo que ele lhe tire sempre do sério, fazendo com que eles vivam em constante conflito.

Coltrain detesta, odeia aquela médica, o motivo para ele é bem plausível, ela carrega nas veias o sangue de um dissabor seu, o que a torna a seus olhos um estorvo. Ela se tornou sua parceira na clínica onde ele é o médico chefe, por meio da indicação de um amigo em comum, Drew, mas se Jeb Coltrain soubesse de quem ela era filha, jamais teria lhe dado a vaga.

Aos poucos o relacionamento dos dois vai mudando e se inicia uma amizade que começa a incomodar.  Para Lou é difícil entender o que mudou no Drº Coltrain, ou apenas Jeb, mas ela consegue aos poucos confiar e se abrir para essa relação de companheirismo. Já para Jeb é mais complicado, ele nunca havia sentido sentimentos assim por nenhuma mulher, a não ser por Jane, seu amor do passado.

Uma história leve com 254 páginas de um romance bem típico da autora, com seus altos e baixos, conflitos e dramas do passado, porém dessa vez numa leitura serena e sem grandes arroubos.

É sempre um prazer ler livros da Diana Palmer, ela consegue prender desde a primeira página, e me encanta com personagens que se redimem e superam seus medos e traumas.

E com esse livro não foi diferente. Para quem gosta de um ogro que vai galgando aos poucos o caminho da redenção, com uma mocinha que cresce e amadurece durante a leitura e com uma trama singela, porém bem escrita, esse é o livro indicado.

Gostei muito da história e Diana Palmer eu recomendo sempre. Vale a pena ler e se deliciar com essa leitura leve e aprazível!

14 comentários:

  1. Eu gostei dessa ideia de ogro e mocinha kkk vou ler esse, me interessou bastante
    bjoss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se você gosta de ogros, brutamontes, machões, indico "todos" os livros da Diana Palmer, ela tem o dom de nos fazer apaixonar por esse mocinhos maravilhosos.
      Beijinhos e volte sempre Gigi!

      Excluir
  2. Ai que delícia. Preciso de mais Diana Palmer na minha vida rsrz

    ResponderExcluir
  3. Ai que delícia. Preciso de mais Diana Palmer na minha vida rsrz

    ResponderExcluir
  4. Esse livro faz parte da serie Homens do Texas da Diana Palmer, se não me engano é o volume 14. Não li todos os livros ainda, mas os q já li, os mocinhos são todos ogros, brutamontes... como são os mocinhos da Diana Palmer.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Diana tem o poder de nos fazer apaixonar por seus ogros maravilhosos, não é?!
      Não sei bem que número na série esse livro faz parte, até porque acredito que seria quase impossível ter todos.

      Beijinhos Any e volte sempre!

      Excluir
  5. Eu adoooooooooooooooro esse livro da Didi!
    E o mais engraçado é que a Dra Lou e o Drº Coltrain estão sempre aparecendo nos livros seguintes, né?

    Diana é diva, tem jeito não.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Adoro ver os personagens dos livros vagando nas histórias alheias, dá a sensação de familiaridade que só a Diana Palmer tem o dom de nos presentear.
      Diana é diva e absoluta!

      Excluir
  6. Eu também sou fã incondicional da DP, tenho a maioria dos livros dela e compro tudo o que aparece dela, até os livros mais fracos dela são ótimos rsrsrrs

    ResponderExcluir
  7. Aiiiii, Leninha.... vc sabe que sou fã...nática pela titia Palmeirão, né?! Hehehe!!!! E sendo assim, adoro tudo o que essa mulher escreve. Mas esse livro aí é ainda mais especial pra mim. Não sei explicar o porquê, mas ele me encanta. É o livro que mais reli na vida, volta e meia estou dando uns pegas nele. Essa animosidade entre Lou e Coltrain é do jeitinho que eu gosto. Aiiiii, vou dar um jeitinho de reler hoje, nessa madrugada! Já deu saudade!!! ^^

    =)

    Suelen Mattos
    ______________
    ROMANTIC GIRL

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quem ama nunca esquece né Suelen?!
      Um dos livros da Diana que para mim é inesquecível e de vez enquando releio uns trechos é Renegado, amo aquele Cash. *suspiros*.

      Excluir
  8. O que seríamos de nós leitores sem este ogros da nossa DP?
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por email.
Obrigada!

Editoras Parceiras

Postagens Recentes

Visualizações

Últimos Comentários

Lançamentos