Casa de Verão - Marcia Willett

Matt sempre sentiu que faltava algo em sua vida. Em uma caixinha marchetada, sua mãe guardou lembranças da infância do filho. Entre elas, várias fotos de quando ele era menino. Mas há algo que o intriga naquelas fotos. Seria mesmo ele ali? Por que ele não se lembra daquelas roupas? Dos brinquedos? E mais: por que sua irmã, Imogen, não aparece nas fotografias?
O livro nos apresenta uma história simples, narrada coerentemente pela visão dos personagens. Nota-se a intensão da autora em nos familiarizar no enredo, dando aos poucos, detalhes que vão se encaixando e nos fazendo conhecer a trama. E dessa forma, nos acostumar com os personagens.

Logo de princípio é feita a ambientação na história. A cada início de parágrafo temos descrições dos lugares nos quais são narrados a trama, de forma quase poética. Lendo a sinopse fica claro que o drama de  Max é o foco principal da narrativa, mas ao longo das páginas essa realidade muda. Max me pareceu apenas mais um personagem secundário, que vai sendo desenvolvido aos poucos,  crescendo durante a leitura.

Apesar da história não apresentar um personagem principal, a narrativa é feita quase que completamente em torno da casa de verão; sua venda, sua compra e seus mistérios, tornando ela sim, o foco principal da trama.

O casal esquisito, Lottie e Milo, são os paizões da história. Ela com sua sensibilidade nata e ele com seu jeito adoravelmente turrão, são um prazer à parte na leitura. Venetia me foi uma grata surpresa, introduzida na narrativa como amante de Milo, isso me surpreendeu muito, pois eu achava que Milo e Lottie eram um casal. Mas ao longo da leitura vai-se explicando a esquisitice desse relacionamento incomum, porém bem aceitável.

A irmã de Max, Imogen, é o lado emocional da história, ela tem uma vida normal, um casamento estável - apesar da enorme preocupação em adquirir uma casa e se estabilizar com a família -, um marido apaixonado, uma filha gracinha e um relacionamento “muito” amoroso com Nick.

Nick é o filho problemático de Milo e Sara, irmã de Lottie. Um homem com sérios problemas de aceitação de si mesmo, e que por causa dessa insegurança cometeu uma grande burrada, ele entra na história para atar e desatar nós. Acredito que ele seja uma peça chave, porque seu problema é a base para aproximar os personagens.

O livro é dividido em duas partes, sendo a primeira bem introdutiva, chegando a ser confusa. Foi difícil entender a real proposta da história; se era o lance da venda da casa, o mistério confuso do bloqueio literário de Max, a chegada de fotos do próprio Max que ele desconhecia ter tirado, Imogem e sua vida conjugal, as lembranças de Milo, a sensibilidade de Lottie ou simplesmente tudo junto.

Assim que começa a segunda parte as coisas vão se encaixando de forma lenta, mas lógica e aí sim, a narrativa se torna mais elucidativa.

Alguns personagens são apenas citados durante a leitura, como Sara, a mãe de Nick, com sua arrogância e o medo feroz de que seu filho seja prejudicado no recebimento da herança da família, incluindo a Casa de Verão. A esposa de Nick, Alice, e sua personalidade mimada e insegura, que vive do status que Nick não pode manter.

Gostei da história, mesmo que a princípio ela tenha me parecido um pouco confusa, o que me fez ter que usar uma atenção redobrada na leitura. Acredito que não conhecer a autora e sua forma de escrita tenha contribuído para o estranhamento da obra em si.

Em resumo... O livro nos conta uma história interessante, com uma leve pitada de mistério, envolvendo sexto sentido e um toque de sobrenatural. Uma narrativa complexa, apesar de simples, que vai se desenrolando aos poucos, e que nos brinda com um final plausível e bem agradável.

8 comentários:

  1. Adorei a estrutura da história, vou colocá-lo em minha pinha de pretensões de leitura.

    Parabéns pela resenha, gatona!

    ResponderExcluir
  2. Oi Lena!
    Confesso que fiquei atraída pela capa o.O
    Gostei do enredo, mas não sei se realmente vou gostar da história =(
    Vou esperar mais um pouco para comprar kkk
    Bjs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O livro será lançado no final do mês amiga. Acho que seria uma boa você ler, acho que pode vir a gostar.
      Um livro sem pretenções de ser bestseller.
      Beijinhos!

      Excluir
  3. Leninha, vim parar nessa resenha por causa da sua foto para o desafio #52 Weeks >< hahahahahaha

    Achei o máximo que a casa seja a protagonista ^^ Acho que eu gostaria muito dessa história ^~

    Agora sim matei minha curiosidade \o Quero dizer... um pouco - já que fiquei sabendo um pouco mais do livro mas você me deixou morrendo de vontade de ler a história! hahahaha


    Beijos,
    Nanie

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fim do mÊs ele estará disponível nas livrarias, ansiosa por ter o meu exemplar em mãos. Gostei da história, mas quero muito ter o livro lindo, com essa capa perfeita, em mãos.
      Beijinhos!

      Excluir
  4. Comprei a capa linda mesmo!!!
    Depois volto pra te falar...
    Abç ae

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por email.
Obrigada!

Editoras Parceiras

Postagens Recentes

Visualizações

Últimos Comentários

Pré-venda!

Lançamentos