Outono de Sonhos - Adriana Brazil

Hoje com vocês, voltando a seu dia normal, mais uma resenha da Tícia. E ela teve o prazer de ler e resenhar um livro de uma autora nacional, é isso mesmo, hoje com vocês Adriana Brazil e seu... 

Outono de sonhos
Sinopse:
Outono de Sonhos é o primeiro volume da Série Foi Assim que te Amei. Nesse romance Helen é uma jovem cheia de sonhos e objetivos a conquistar, filha única de uma família estruturada e feliz. No início da trama ela se vê envolta à expectativa do primeiro dia de aula na faculdade de Letras da UFSC - Universidade Federal de Santa Catarina. O talento para escrever rende a Helen o convite para dar continuidade a um projeto parado na faculdade, terminar um conto de amor entre um príncipe e uma plebeia, iniciado pelo escritor e estudante de teatro, Andrew Gamberini, que sofreu um acidente há um ano e abandonou a faculdade. Conforme entra em contato com a trama, Helen descobre-se apaixonada pelo seu autor e viverá intensamente um romance pelas quatro estações do ano. Outono dos Sonhos é uma obra apaixonante, levando o leitor a mergulhar em uma surpreendente e emocionante história de amor.

Quando o assunto é livro, certas pessoas possuem umas manias para lá de excêntricas, já reparou?
Tem gente que trata seus títulos melhor do que a mãe, outros venderiam a mesma pobre senhora por uma edição raríssima que vem perseguindo há tempos; já alguns, alimentam a ideia de desalojar um familiar com a intenção de fazer o “Quarto dos livros: só entre autorizado”.

PoiZé.
Mas para ser sincera, eu não posso jogar pedra no telhado do vizinho porque também tenho algumas esquisitices. Além do desejo secreto de construir o tal quarto (minha irmã dormiria com o Totó, já está tudo esquematizado) e da relação “my precious” com todos os meus queridinhos, eu possuo a tendência de classificá-los de uma forma meio diferente.

Enquanto muita gente cataloga seus livros por autores, temas, ordem alfabética ou balaio de gato, eu os separo de acordo com o efeito que eles exerceram em mim: se me fizeram rir, vão para o monte dos hilários; se me fizeram raiva, vão para pilha dos “não leia na TPM”; se me deixaram com cara de boba, avolumam os bonitinhos, etc., etc., etc.

E dentro desta ordenação curiosa, alguns livros se encaixam no grupo “os que fizeram diferença”.
Mas veja só, eu não os classifico assim porque encabeçam a lista dos preferidos ou porque contam a história mais linda de todos os tempos; eles são chamados deste modo porque mexeram comigo, me fizeram pensar, refletir, rever ideias, ou seja, me influenciaram de alguma forma.

Outono de sonhos está nesse meio, mas sobre isso eu falo daqui a pouco.

Não é de hoje que eu queria resenhar aqui no blog um romance nacional. No entanto, mesmo diante de tanta coisa boa publicada pela galera tupiniquim, eu nunca conseguia levar adiante o meu intento.
Até que me deparei com este romance.
Sabe quanto tempo eu demorei para ler Outono de sonhos? Um dia. É tudo tão lindinho, terno e simples, que as 355 páginas deslizam suavemente e você mal percebe.

Confere comigo.
O cenário é Florianópolis e a narradora/mocinha da história é Helen, discente do primeiro período de Letras.
Alguns meses de estudo e dedicação fizeram com que ela fosse notada pelos professores e, por isso, convidada a continuar O príncipe e a plebeia, uma história publicada na revista da faculdade, muito popular entre os estudantes.

Mas porque “continuar”? É que Andrew, autor e aluno do curso de Artes, abandonou os estudos em função de um acidente um ano antes e, por isso, deixou o conto inacabado. Extremamente envolvida com o projeto e maravilhada com a história, Helen foi fisgada pela sensibilidade de Andrew e começou a nutrir por ele um amor, a princípio, platônico.

Aí é que eu te convido a recordar todos os amores platônicos que você já alimentou ao longo de sua vida. Eu, por exemplo, quando tinha cinco anos, me apaixonei pelo meu vizinho de 33, um gostosão moreno de dar água na boca. Não deu certo, ele era muito alto.
Mas até que me recuperei sem grandes traumas.

Bem, continuando, para resumir a coisa toda e evitar spoiler, Helen finalmente conhece Andrew, mas descobre as verdades sobre seu afastamento, sobre como a realidade da vida às vezes pode ser cruel. Aí está a parte dramática da história. E põe dramática nisso.
Entretanto, mesmo com os inúmeros percalços, a amor que começou platônico atinge os dois como uma avalanche irrefreável.

Aliás, devo informar que esse foi o único ponto que me chateou. Não o amor, mas a relação excessivamente melequenta dos mocinhos. Era um tal de meu coração, minha vida, “oh! Eu te amo” pra lá e pra cá, que começou a me irritar. Deu vontade de entrar na história e soltar uns “Colé? Pula essa parte porque vocês já falaram isso 25684 vezes neste último minuto!”
Sei lá. Achei exagerado.
Mas, ainda que eu esculhambe, isso não ofuscou o brilho do romance.

Outono de sonhos, como eu disse antes, foi um livro especial para mim. Não pelo enredo, pela história de amor ou pelos personagens.
Mas pelos bons valores apresentados e pela lição de fé. Não a fé como um pensamento positivo de que tudo dará certo ou é possível, mas a genuína, em Deus, assunto desconfortável ou desinteressante para muitos. Afinal, é mais fácil acreditar em duendes.

Quanto aos valores, para alguns serão ultrapassados ou até mesmo motivo de piada. Pode ser, já que estamos acostumados a viver em uma sociedade onde reina a promiscuidade e o “eu sou de todo mundo e todo mundo é meu também”.
Contudo, eu achei o máximo. Adorei ver assuntos como virgindade, respeito e decoro serem tratados na história.

Às vezes a gente vê e lê tanta coisa cabeluda, que uma história assim, com tanta sensibilidade, ingenuidade e bons ensinamentos, torna-se uma brisa fresca no meio de um vulcão cuspindo larva e calor (analogia medonha, eu sei. Estou sem inspiração).
E não falo tudo isso com o objetivo de moralizar ou criticar. Pelo contrário, pois sou a primeira a atirar a pedra em mim mesma. Falo isso porque se você quer um livro gostoso, encantador e com bons exemplos, aí está.

Ah! E eu não poderia deixar de dizer que esse é apenas o início da história de Helen e Andrew. Outono de sonhos é o primeiro livro da série Foi assim que te amei. Ainda virão mais três (qualquer dia eu pego esses autores em um beco escuro) e dois oceanos inteiros ainda passarão por debaixo desta ponte.
E eu fico aqui, largada junto com minha curiosidade assanhada, impaciente e difícil de controlar.

Recomendo? Sim, afinal, o que nos faz bem não deve ser propagado? ; )

10 comentários:

  1. O Tícia,

    Nunca li nada da autora e estou curiosa para ler este livro, vejo muita gente elogiando nos blogs. ^^

    bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Fernanda,
      este foi o primeiro livro dessa autora que li e, certamente, não vai ser o último. A história é bonita mesmo.
      bjooooooooo

      Excluir
  2. Oi, Tícia e Lena!
    Eu já tinha ouvido falar desse livrinho.... Vi muitas resenhas positivas sobre ele, e fiquei bastante curiosa para ler. Mas a sua resenha, Tícia, UAU! Deu água na boca! Adoro o humor nas suas resenhas... É tão difícil a gente ler uma resenha com um sorriso nos lábios...
    O livro parece ser bem bonitinho, e eu gostei dessa história dela continuar a história...
    Quero ler!

    beijos,
    Inara

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Inara,
      obrigada, vc é sempre muito gentil.
      A história é muito bonita e sensível. Vc gosta de continuações? Eu tenho vontade de sufocar esses autores quando eles fazem séries! kkkkkkkkkkkk

      bjoooooooooo

      Excluir
  3. O Tícia,

    Eu li na época em e-book, depois de um tempo que o livro foi publicado consegui o meu exemplar. A história é linda, sou suspeita para falar porque sou muito fã da autora. Amei sua resenha.

    Beijos
    Apaixonada por Romances

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lu,
      Essa autora é boa mesmo. Espero ter em minhas mãos outros dela pra ler.
      Agora é só esperar a continuação, né?

      bjoooooooooooo

      Excluir
  4. Parabéns por mais uma divulgação de autor nacional,muito interessante o tema do livro,a resenha me encantou assim parece ser um livro agradável,falando de superação,fé,amor,sonhos...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Vanessa,
      a história é realmente muito bonita, do tipo que te traz bons pensamentos. Pode ler que vc vai gostar.
      bjooooooooooo

      Excluir
  5. Eu não conheço esse livro nem a autora. Tenho lido algumas resenhas sobre esse livro e todas são muito positivas. quero ler o livro, mas me desanima quando vejo que é uma série. Se não ler os seguintes fica sem entender a história direito.
    Gostei da sua resenha. Muito boa mesmo. Bjs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Maristela!
      Nem me fala nesses negócio de série. Mas se vc reparar, parece qu é moda hoje em dia. Por isso ue eu falei que ainda pego esses autores num beco escuro! kkkkkk

      Mas vale a pena acompanhar pq a história é realmente muito bonita e vc percebe quando lê o final, que muita coisa ainda está por vir.

      bjooooooooooo

      Excluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por email.
Obrigada!

Editoras Parceiras

Postagens Recentes

Visualizações

Últimos Comentários

Lançamentos