O Caminho para Casa - Kristin Hannah

Durante 18 anos, Jude pôs as necessidades dos filhos em primeiro lugar, e o resultado disso é que seus gêmeos, Mia e Zach, são adolescentes felizes. Quando Lexi começa a estudar no mesmo colégio que eles, ninguém em Pine Island é mais receptivo que Jude. Lexi, uma menina com um passado de sofrimento, criada em lares adotivos temporários, rapidamente se torna a melhor amiga de Mia. E, quandoZach se apaixona por ela, os três se tornam companheiros inseparáveis.
Jude sempre fez o possível para que os filhos não se metessem em encrenca, mas o último ano do ensino médio, com suas festas e descobertas, é uma verdadeira provação. Toda vez que Mia e Zach saem de casa, ela não consegue deixar de se preocupar.
Em uma noite de verão, seus piores pesadelos se concretizam.
Então a vida dá uma guinada, levando os personagens a viver sentimentos intensos – amor e ódio, culpa e perdão – que qualquer um de nós poderia experimentar. Uma decisão muda seus destinos, e cada um deles terá que enfrentar as consequências – e encontrar um jeito de esquecer ou a coragem para perdoar.

Devo confessar que estou sem palavras para começar essa resenha. Adoro quando ao término de um livro me vejo abraçada a ele, refletindo sobre toda a carga emocional contida na história, ouvindo apenas o silêncio. Foi assim que fiquei durante longos minutos, pensando, refletindo e torcendo para ter em minha estante pelo menos uns 10 livros iguais a esse.

Lágrimas foram as minhas companheiras durante toda a leitura. Um livro que nos faz suspirar tamanho amor que encontramos entre suas páginas, mas percebemos também muita dor, muito rancor, muita culpa...

Lexi, Zach e Mia estudam na mesma escola, cada um vivendo em seu próprio mundo. Lexi sempre se sentiu rejeitada pela vida, com uma mãe drogada, sem amigos, vivendo em lares de adoção, ela carrega muita tristeza no olhar e conhece como ninguém o que é sentir solidão. Mia se acha um patinho feio, tem um mundo particular em seus livros, seu quarto,  e os poucos amigos que tem, são amigos de seu irmão, Zach. Ele é o popular, lindo, cheio de vida, sabe que tem sempre um lugar para onde correr, os braços da sua mãe, seu lar, sua família. Quando os três se conhecem é como se almas gêmeas se reencontrassem. Mia e Lexi se tornam amigas inseparáveis, e Zach apesar de se manter um pouco distante, nutre uma paixão secreta por Lexi, sem saber a princípio, que é correspondido.

Jude é a mãe zelosa e superprotetora de Mia e Zach, extremamente voltada em ser "mãe", curtindo todas as suas obrigações, desde transformar sua casa num lugar onde os amigos de seus filhos se sintam bem, até levá-los para casa em segurança.
Sempre muito preocupada com a vida dos filhos, tentando de todas as maneiras livrá-los dos perigos, fazendo de tudo para mantê-los longe das más companhias e principalmente das bebidas.
Ao conhecer Lexi ela age com todos os sentimentos de proteção, verifica sua vida, onde mora, seu passado, mas no fundo de seu coração ela a adota, e acaba de certa maneira se tornando como uma mãe para Lexi.

Desde o princípio eu sabia que essa superproteção era quase um sexto sentido, e já fiquei atenta à leitura, sabendo que algo de muito grave iria acontecer. Mas nada me preparou para tamanho choque.

É complicado tentar passar através de palavras todo o turbilhão de emoções que me acompanharam durante a leitura. O Caminho para casa, como sugere o título, é uma longa caminhada de reencontros, superação, sempre regada por muita dor, culpa, mas acima de tudo, focado principalmente na esperança e no perdão.

Uma linda história de amizade e amor, mas permeada por todas as perguntas que rodeiam a adolescência e a vida. Será que é cedo demais? Será que vale a pena? Será que eu devo fazer isso? E agora, o que eu fiz?!

Foi dilacerante vivenciar a história sob a perspectiva de todos os personagens, porque todos os sentimentos guardados dentro deles, nos recôncavos mais íntimos, são colocados na narrativa. A leitura vai desde o amor incondicional, passando pelo total alheamento, até a justiça extrema.
Um livro maravilhoso, muito bem escrito, que não nos conta apenas a história de uma família que teve que conviver com a dor, mas nos alerta que o simples ato de viver pode ser perigoso.

Se você é uma pessoa que curte um drama esse é um livro perfeito, eu, como uma apaixonada pelo gênero posso afirmar que foi o melhor livro lido esse ano. Agora se você se emociona facilmente, se é suscetível e impressionável peço que se prepare para a leitura, porque com certeza você terá fortes emoções.

O caminho para casa é um daqueles livros que te fazem adentrar na história e sentir tudo, todas as sensações possíveis e imagináveis. Nos sentimos como coadjuvantes da história, mas nos mantendo calados, sem conseguir tomar partido, sempre na espera de que o melhor aconteça.
Um super drama que merece ser lido, apreciado e que certamente tocará seu coração.


19 comentários:

  1. Lena,

    Sua resenha me deu vontade de correr e reler o livro. é perfeito demais!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Depois que terminei de ler já reli algumas partes, e chorei novamente, kk

      Excluir
  2. Pois é, Leninha,
    eu sou altamente suscetível, impressionável e choro torrentes.. logo, não devo me aproximar desse livro. kkkk
    bela resenha!

    bjoooooooooooo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Poxa Tícia, se eu fosse você leria com certeza, nada melhor que um livro com uma história tão linda para lubrificar os canais lacrimais, kkkk
      Dê uma chance ao livro, vc não vai se arrepender!

      Excluir
  3. Olá,

    Que resenha emocionante hein! Não tem como não querer ler esse livro depois de ler o que escreveu! Por mais manteiga derretida que sou, vou inclui-lo na minha listinha de desejados... huaduaa.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  4. Uau! Uau! Uau!

    Que livro é este, amiga?

    Já estava com ele na minha lista de desejados e agora com a sua resenha, conseguiu me instigar mais ainda.

    Tive estes mesmos sentimentos e emoções com o livro do Sparks. Aguenta coração! Se prepare para "À Primeira Vista". Foi dilacerante e, ao mesmo tempo, profundamente tocante no final.

    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ele ta na lista, será minha proxima vítima... Ou serei eu a próxima vítima de NS?
      kkkk

      Excluir
  5. Que lindo, Lena!
    Qto gosto tanto de um livro, sofro para escrever resenha.
    Me sinto incapaz de expressar a grandiosidade do livro, sempre acho que não vou conseguir falar tudo. hehe

    Mas foste mto feliz com sua resenha, mto completa e bem escrita.
    Parabéns

    =**

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Denise, que bom que você gostou!
      O livro faz jus a cada palavra, vale a pena ler!
      Foi para a estante dos "não empresto", kkk

      Excluir
  6. Leninha, também acabei de ler e resenhar. Chorei litros!! Fiquei emocionadíssima!

    ResponderExcluir
  7. Nossa! Sua resenha já me transmitiu emoção, imagina lendo esse livro.
    Eu geralmente penso duas vezes antes de ler um livro assim, não que eu não goste do estilo, a verdade é que eu sofro tanto e chorar é comigo mesmo e fico dias pensado e relembrando e torno a chorar. Rsrsrs.
    Mas as vezes eu me arrisco! Acho que por uma boa leitura, vale a pena derramar rios de lágrimas.
    E esse me parece valer cada lágrima derramada, cada suspiro sentido.
    Sua resenha como sempre arrasou!

    Bjos!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Rô, com certeza vale a pena arriscar na leitura. Leia e depois volta para me contar suas impressões!
      Beijos!

      Excluir
  8. Oi Lena!

    Ah! Eu ainda não li esse livro, mas pelas poucas resenhas que li, já imaginava que você iria gostar do livro \o/

    É o seu "número"!!

    Bjs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meu número de verdade! Um dos números que se encaixaram perfeitamente e que merecem ser sempre somado outra vez, kkk
      Beijos Ká!

      Excluir
  9. Um livro que e interessou desde o início. Uma história muito interessante.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  10. Oi Leninha. Depois da Tag Sick book reparei que você a Nanie sugeriram esses livros, fiquei curioso e vim ler sua resenha. Parece ser um livro ótimo e eu sou fã de um drama bem escrito. Depois disso só me resta comprá-lo e ver o que vou achar! Abraço.

    De Frente com os Livros

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por email.
Obrigada!

Editoras Parceiras

Postagens Recentes

Visualizações

Últimos Comentários

Pré-venda!

Lançamentos