No Quarto ao Lado - Celeste Bradley

Hoje com vocês mais uma resenha da Tícia. E ela nos brinda com mais uma resenha de um livro de banca, que amo de paixão. 
Vamos parar de enrolação... Com vocês...

No Quarto ao Lado - Celeste Bradley

Sinopse:
Inglaterra, 1815
Um casamento de conveniência... Uma verdade inconveniente.
Deirdre Cantor está decidida a ser a herdeira da vasta fortuna do avô. Tudo o que ela precisa fazer é casar-se com um duque... e ser a primeira neta a atravessar a nave nupcial. Assim, quando o candidato ideal aparece, depois de ter sido abandonado no altar, Deirdre dá um jeito de se tornar sua esposa, apesar dos rumores sobre o passado de seu pretendente.
Logo, porém, o sonho de viver uma vida de luxo ao lado do atraente Calder Marbrook, marquês de Brookhaven e futuro duque de Brookmoor, é destruído quando Deirdre descobre seu chocante segredo. Sentindo-se traída, ela tenta se vingar do marido com um sedutor e perigoso jogo de gato e rato que ameaça levá-los aos píncaros da paixão. Mas a que custo? Calder está determinado a guardar seu segredo a sete chaves, e a fazer de sua linda esposa sua mulher de verdade. Mesmo que, para isso, tenha de conquistar o coração dela mais uma vez...

Sabe aquela popular frase “Não julgue um livro pela capa”?

Eu sou o tipo de pessoa que normalmente aplico essas palavras nas minhas aquisições literárias. Perdi a conta das vezes em que peguei um volume cuja capa dava a impressão de ter sido criada por uma equipe de arte amadora ou por alguém que não leu o livro; ou até mesmo por um afoito que estava com diarreia aguda e não teve tempo hábil para fazer coisa melhor.
Contudo, quando lia a história... ôxi! Era excelente, digna de encorpar a pilha dos preferidos e queridinhos.

Desta forma, em função de muitas experiências assim, nunca me liguei em capas e achava engraçado quem dava grande importância a elas.
Por exemplo, lembro de uma menina dizendo que comprou determinado livro só porque achou a capa bonita. Ri daquilo e ainda pensei com meus botões: “Ah! Fala sério! Nem que a vaca tussa em hebraico eu faço uma coisa dessas”.

É, mas o mundo dá voltas e as vacas são bilíngues porque eu paguei a minha língua comprida.
Vocês acreditam que eu comprei No quarto ao lado exclusivamente pela capa, sem nem mesmo ler a sinopse?
Mas olha só, você há de convir que a culpa não é minha porque fui efetivamente induzida ao ato pela anatomia masculina ali exposta, com toda aquela avantajada circunferência braçal e todo aquele torso ultra desenvolvido. Quase um atentando ao pudor.
Logo, sou uma frágil vítima do sistema.

Mas no final das contas, estou feliz por ter cedido à tentação porque a história é muito bonita, simples e gostosa de ler. E se você é como eu - que alterno livros tensos com outros mais descontraídos - vai adorar este histórico porque ele é super levinho.

Para início de conversa, No quarto ao lado é o segundo da série “Noivas herdeiras” e eu desconhecia tal informação, claro. Se você não sabe, eu tenho mania de cair de paraquedas no meio de uma série e só fico sabendo do fato depois que o estrago foi consumado.

Bem, e seguindo esta minha involuntária tradição, lá fui eu ler o livro antes do primeiro, que se chama Procura-se um duque. Pelo que notei, as histórias são bem ligadas já que Calder, o mocinho daqui, é quase um antagonista (sem ser vilão) no livro anterior.
Por isso, vou explicar o contexto da série para uma melhor compreensão da coisa toda.

“Noivas herdeiras” são histórias de três jovens, netas de um homem excêntrico que decidiu entregar a polpuda herança às netas apenas se elas se casassem com um duque ou um marquês. Com isso, as moçoilas começam uma busca meio tímida pela sociedade londrina e cada um dos três livros vai narrar o que aconteceu a elas.

Em No quarto ao lado, já iniciamos a história com Deirdre pedindo Calder em casamento. Pela descrição do cara, até eu que sou mais boba.
Ele - por motivos que não posso dizer se não mando ver no spoiler até do livro anterior - aceitou o pedido e o casório foi realizado.
Mas as coisas não seriam tão simples porque a personalidade do casal é meio conflitante.
Imagine um homem introspectivo, orgulhoso, que não gasta palavras à toa e que, além de tudo, está acostumado a mandar até em formiga? Agora, imagine uma menina meio mimada, voluntariosa, mas tenaz em seus objetivos?
Ei-los.

A partir disso, você já pode supor uma guerra de vontades como consequência, né? Inclusive no que se refere à consumação do casamento. Mas isso aí, você vai ter que ler pra descobrir.   ; )
Assim, os dois começam uma convivência meio aos trancos e barrancos, com acréscimo de uma garotinha travessa, um admirador sem noção, um ambicioso e manipulador mau caráter, um mordomo ótimo que rouba a cena em alguns momentos e o próximo casal protagonista da série.

A história é muito gostosa, com algumas partes bem divertidas. Há também algum drama, suspense, enganos e desenganos, romance e sensualidade entre o casal. Li o livro em poucas horas porque, infelizmente, só tem 220 páginas.

E a única coisa que tenho a reclamar é da tradução. A impressão que tive foi que, na hora de mutilar a história, como a falecida NC (Nova Cultural) comumente fazia, algumas partes ficaram de fora e, por isso, comprometeram o entendimento de determinadas cenas. Mas não é nada que atrapalhe demais, só te faz ficar no vácuo.

Recomendo? Ô! Demais da conta, tanto que já estou aqui procurando com uma indocilidade peculiar a continuação, Sonho de cinderela, que também promete!  ; )


10 comentários:

  1. Oi Tícia, queria te agradecer (not), kkk
    Eu tenho o primeiro livro dessa série, porém nunca li. Tinha realizado a troca com o segundo exemplar (esse aqui da resenha) e levei um calote, mandei o livro e nunca recebi o meu. Fazer o que né? é a vida!

    Agora depois da sua resenha me veio a lembrança que detesto ter séries incompletas e que tendo o primeiro preciso ter os outros, mais uma vez obrigada, kkk

    Anotei aqui os nomes dos dois livros que não tenho e vou à caça nos sebos (obrigada novamente).

    Ah, só para mostrar que sou boazinha, caso encontre o primeiro e o terceiro dando sopa, compro para vc tá?
    Adorei sua resenha, como sempre!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Poxa, Leninha,
      vc levou calote? ô gente ruim, sô! kkkkkkk

      Pode ler, que vc vai gostar. Parece que toda a série é muito boa.
      Eu já sei que vc é boazinha... até hoje não me expulsou do blog por comportamento indevido! kkkkk

      Excluir
  2. já li também e adorei...
    Quero ver se lei a The Royal Four só pelo 4º livro "Adorável Mentirosa" da mesma autora...
    gostei da sua resenha.

    minhasegundaface.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Opa! Peraí! Essa série tem o 4º? É isso mesmo, Stephanie? Já começarei minha procura desesperada por informações! kkk
      bjooooooooo

      Excluir
  3. Ticia, sua paraquedista


    Que resenha mais guti, guti, mimimi. Amo livrinho assim.... mas a Nova Cultural hein! Deve ter passado a tesoura neste livrinho lindo!

    #pralistajá

    obs:eu tambem intercalos (!) os livros hardssss e a minha primeira escolha em leitura leve é a SANDRA CANFIELD!

    Bj

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, Flá.
      Eu sou uma paraquedista veterena já. kkkk
      Sei lá, a impressão que tive foi que a NC passou tesourão mesmo nele.

      Agora imagina eu que tô lendo a série mortal (tensa toda vida)? Tenho que ler uns troço assim mesmo, mais mimimi... kkkkkk

      PoiZé, vc fala tanto na SANDRA CANFIELD que vou ter que ler.

      bjoooooooooooooooo

      Excluir
  4. Só para constar: Também intercalo... Drama, drama, drama, banca, chick lit, drama, drama, drama, kkkkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vc tb intercala, Leninha?
      Se eu não fizer um negócio desses e ler só livro tenso, imagina a cara de 'Jack, o iluminado' que eu vou ficar???

      PS: drama, eu pulo fora! kkkkkkk

      Excluir
  5. Olá!
    Venho aqui exclusivamente para te convidar para participar do sorteio que estarei realizando juntamente com o blog Daily of Books, em comemoração ao 1º aninho desse super blog que é um grande parceiro dos novo autores nacionais.
    O sorteio acontecerá dia 15 de dezembro e valerá meu livro "Raptores 2" e os ebooks "Tempo Paralelo" e "Romances em Fragmentos" - tá muito fácil de concorrer ^^
    Acesse: http://patkovacs.blogspot.com.br/2012/11/promo-1-ano-do-blog-daily-of-books.html
    E boa sorte \o/

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por email.
Obrigada!

Editoras Parceiras

Postagens Recentes

Visualizações

Últimos Comentários

Pré-venda!

Lançamentos