A Casa das máscaras - Candace Camp

Hoje com vocês mais uma resenha da Tícia. Espero que todos curtam e deixem seus comentários.

Com vocês...
A Casa das máscaras - Candace Camp
Sinopse:
Terceiro e último livro da Trilogia dos Aincourt, A casa das máscaras é a história de amor e redenção entre Rachel Aincourt e Michael Trent, o lorde de Westhampton. Embora casados há sete anos, Rachel e Michael jamais formaram um casal. Marcada pelo arrependimento de um tolo ato de rebeldia, Rachel está certa de que não é digna de Michael. Afinal, tentara fugir dele dois dias antes do matrimônio. Michael, por sua vez, sofre com a indiferença da esposa. Ele a deseja com todas as forças, mas sua insegurança o impede de se aproximar de Rachel. Ao longo de todos esses anos de solidão, Michael construiu uma vida secreta como investigador. Rachel sequer desconfia das bizarras atividades de seu marido, pois para ela Michael tem uma amante. 
Até que um dia Michael se envolve com um caso de assassinato. E ele está tão perto de descobrir toda a verdade, que acaba por colocar Rachel em perigo. Agora, ele terá de salvar o grande amor de sua vida e provar para ela que ninguém jamais a amará como ele a ama.


Personagens: Michael Brent e Rachel Brent

Existe uma máxima que diz que mineiro é desconfiado.
Acho que isso até tem um fundo de verdade porque eu - uma inegável mineira do interior, do tipo que dorme no chão para não cair da cama - de vez em quando cismo com umas coisas que a maioria não dá a mínima.

Por exemplo: quando vejo um livro ou um autor badalado, minha “suspeitança” logo entra em ação. Inevitavelmente fico matutando se a fama é merecida ou se tudo não passa de um exagero dos leitores entusiasmados. Sabe aquele negócio de falar “Noooosa! É ótimo!” só porque todo mundo está falando, mas no fundo você não acha tanta coisa assim?
Hum rum.

Candace Camp esteve incluída nessa minha categoria particular por um longo tempo.
O primeiro livro dela que li – Audácia, já resenhado aqui no blog –, me deixou com cara de paisagem. Eu realmente não consegui alcançar o nirvana como muitas conseguem quando lêem um romance dessa autora. Resultado: comecei a ter todos os sintomas do “complexo do excluído”.

Mas como sou o tipo de leitor cujo copo está sempre meio cheio, lá vai eu fazer uma nova tentativa com A casa das máscaras.
E não é que adorei?
Sabe aquelas histórias simples, mas que te atingem de forma certeira? Achei tão tocante o relacionamento de Michael e Rachel, que li o livro com cara de besta e minhas reações foram as mais esdrúxulas possíveis. Tipo... Conversar com o livro ou coisa parecida.

Provavelmente você já sabe, mas A casa das máscaras é o terceiro livro da Trilogia dos Aincourt e, como sempre acontece, fiquei boiando um pouco já que peguei o bonde andando.
Nota: minha especialidade é ler os últimos livros de uma série e só descobrir isso quando o estrago já foi feito.
Só rindo mesmo.

A história:
 

Rachel e Michael eram casados há algum tempo, porém, o matrimônio era uma relação de fachada e um tanto quanto constrangedora.
Ah, é?
É. Sete anos antes, nossa mocinha pisou na bola de um jeito bastante equino e, em função disso, ela e o marido não conseguiram manter um casamento normal. É aí que entra o título que eu gostei muito. Ao longo do tempo, ambos passaram a esconder seus sentimentos debaixo de suas máscaras. Tratavam-se bem, civilizada e cordialmente, mas suas verdadeiras identidades ficavam muito bem camufladas diante do outro.

Por exemplo: Michael.
Apaixonadíssimo pela esposa, não deixava que ela percebesse seus sentimentos, escondendo-os sob a máscara da cortesia e da indiferença. Achei o sofrimento dele tão comovente que sacudi o livro inúmeras vezes. Mas confesso que, na realidade, queria mesmo era sacudir Rachel.

Mas então, é só melodrama e tristeza e agonia e você insatisfeita?
Não. A coisa dá uma guinada quando uns probleminhas surgem e Michael se vê obrigado a assumir outra identidade. No meio da confusão toda, ele acaba se envolvendo romanticamente com Rachel, situação antes impensável. E tudo se complica de uma forma muito positiva.
A história, então, segue este rumo... Com os dois se pegando, o trem ficando bão, mistérios surgindo e eu do lado de cá parando de agredir o pobre do livro.

Dei nota máxima? Não, mas só porque o início é bem parado. A narrativa se arrasta porque tem muita explicação, detalhe, reflexão e um desavisado pode desistir. Mas não faça isso, pois, depois de um tempo, a história decola e realmente vale a pena. É mais um daqueles romances leves que te deixam com um humor estável e satisfatório.

E outra coisa: se você gosta de protagonistas meio tímidos e suaves e uma boa confusão de identidades, você vai se esbaldar.

Não sei se A casa das máscaras é o pior ou o melhor da série, mas uma coisa posso dizer: se este for o pior, vou alcançar o *bodhi quando ler os outros!

Recomendo um tantão!

; )



* Bodhi, no Budismo especificamente, significa a experiência do despertar espiritual alcançada por Gautama Buddha e seus discípulos. Isto é, às vezes, descrito como a completa e perfeita sanidade, ou despertar da verdadeira natureza do universo.

16 comentários:

  1. Ticia, sua fofuxaleth




    EU TENHO!!!!!!!!!!UIPEEEEEEEE


    E mais: tenho os tres! Ebaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa


    Adoro livro com suspense e romance!!!! Ja sei que vou amar esse!


    Uma perguntinha 'basiqueiz': Atrapalha muito se eu pular os outros dois!?!?! kkkk




    bjaoooooooooooo

    ResponderExcluir
  2. Eu lí e sou apaixonada pela série.
    Começou aí minha paixão por Candace Camp.

    ResponderExcluir
  3. Flaveth, se eu fosse você leria na ordem. Em todos os livros temos a presença de Michael e Rachel e a vontade de ler o 3º livro só aumenta. Cada livro é muito bem escrito, e o fio condutor nos enreda e desabrocha aqui nesse livro.
    Se eu fosse vc leria na ordem...

    ResponderExcluir
  4. Eh Leninha,


    Então ta? Neh? tenho todos os tres... então melhor ler na ordem mesmo. Obrigada

    ResponderExcluir
  5. Eu adoro essa autora, nem todos os seus livro são incríveis mas na maioria das vezes são muito bons.


    Já leu escândalo? Eu amo!

    ResponderExcluir
  6. Não acredito que você leu o último primeiro... que pena... essa série é bem legal ler na ordem porque os dois aparecem nos outros livros e a gente vai percebendo que eles se gostam, mas nenhum toma a iniciativa... aí quando chega no livro deles é o máximo...rsss
    Eu achei esse muito bom, mas ainda gosto mais do primeiro...

    beijos,Dé

    ResponderExcluir
  7. Oi Flá!
    Não faça como essa pesoa que vos fala.
    Eu só descobri que era série na metade do livro. Meu dom pra isso é impressionante. kkkkkkkkkkkk
    A história vc lê de uma forma independente, mas deve ser legal já ver os dois nos outros livros. Assim que eu conseguir os 2 primeiros, eu vou ler. Vc lê e depois me conta, que tal?
    bjoooooo

    ResponderExcluir
  8. Oi Débora,
    vai vendo aí.... kkkkkkk
    Só descobri que era série na metade do livro. Eu li alguns comentários de que os primeiros são melhores... Poxa! Então, devem ser de arrebentar! bjoooooo

    ResponderExcluir
  9. É, Juliana. Ela parece o tipo de autora que tem livros ótimos e outros nem tão bons. Esse Escândalo está na minha lista. Assim que me deparar com ele dando sopa por aí, eu leio! ; ) bjoooo

    ResponderExcluir
  10. Gosto muito da Candace Camp. Infelizmente ainda não conheço essa série, mais tô correndo atrás do prejuízo. Quem sabe eu não tenha sorte!
    Bjoss

    ResponderExcluir
  11. Olá, Tícia!




    Fico muito feliz por saber que você gostou desse livro da querida Candace Camp! :) Esse é o meu preferido dessa série da família "amaldiçoada". Amo muito o Michael e a Rachel. Porém, meu livro preferido da Candace é (e sempre será.rsrs...) AUDÁCIA!!! O Cameron é TDB e MUITO mais. E ele é digno do meu amor. A Candace Camp não é adorada à toa. É uma autora talentosa demais. Os livros dela me trouxeram para o mundo dos romances históricos. Antes, eu lia demais contemporâneos, mas agora amo históricos!


    Bjs!

    ResponderExcluir
  12. Vai lá, Ronevia. Procura mesmo pq vc vai gostar. Eu tb vou correr atrás dos outros dois. Vamos ver se eu acho, né? ; ) bjoooooo

    ResponderExcluir
  13. Oi, Luna. Esse livro é realmente muito lindo. Gostei mesmo.
    Agora o Audácia... não sei, achei meio parado. Mas não desgostei totalmente, pq a história é bonita. O Cameron... é um fofo mesmo. Ele é um dos mocinhos mais cut cut (pra não dizer outra coisa) que já tive o prazer de conhecer.
    Eu tb adoro históricos. Vc já leu os da Judith Mcnaught? bjoooooo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Tícia!


      Só agora vi a sua pergunta. Perdão! Eu já li, sim! Amo as histórias da Judith McNaught. Só que até agora só li os livros históricos dela. Os contemporâneos ainda não. O mocinho mais complicado dela para mim é o Clayton. Quase o matei.kkkkkkk... Os meus preferidos são: Ian (Alguém Para Amar), Royce (Um Reino de Sonhos) e Jason (Agora e Sempre).

      Bjs!

      Excluir
  14. Não tem como minha lista para leitura diminuir deste jeito, mas uma trilogia para ler.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  15. Bom dia, vivo atraz dos livros da Candace Camp, me disseram que tem uma serie com o nome de Beijos, mas não consigo encontrar, gostaria de saber se é verdade, antecipadamente grata.

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por email.
Obrigada!

Editoras Parceiras

Postagens Recentes

Visualizações

Últimos Comentários

Lançamentos