Dizem por aí... - Jill Mansell

Hoje teremos mais uma resenha da Tícia. Ela nos brinda com a resenha de um livro da Novo Conceito, que está na minha pilha de leituras.
 
Depois do aval da Tícia sei que posso ler o livro sem medos. Mas vamos parar de papo furado e ler o que interessa, a resenha.

Com vocês...

Dizem por aí... - Jill Mansell

Sinopse:

O namorado de Tilly Cole acaba de se mudar do flat deles com metade de suas coisas. Sem nada para prendê-la, Tilly decide rapidamente morar mais perto de sua melhor amiga, Erin, em um vilarejo minúsculo em Cotswolds. Lá, Tilly é contratada no mesmo momento como faz-tudo em uma empresa de design de interiores. Para sua surpresa, a cidade pequena transborda escândalo, sexo, fofoqueiros e boatos, focados basicamente em Jack Lucas, o homem lindo de muita classe e melhor amigo de seu chefe. Todos falam para Tilly ignorar o encanto por Jack, que ela será apenas outra em sua cama se ela se deixar levar; mas Tilly, que trabalha ao lado de Jack, enxerga uma parte carinhosa e cuidadosa dele que não é revelada à cidade. É impossível que ele seja a mesma pessoa de quem todos falam. Ou é possível? Tilly deve separar os fatos da ficção e seguir seu instinto neste divertido romance moderno.



Personagens: Uma penca, mas os principais são Jack e Tilly.


Veja só como são as coisas: lá estava eu em uma livraria da minha cidade, apenas dando uma inocente voltinha (achei que seria inteligente controlar minha compulsão por livros desde a última fatura do meu cartão) e, em minha singela excursão, o Dizem por aí... pulou na minha frente.
Como eu só estava olhando mesmo, não vi problema algum em ler a sinopse, afinal, meu cérebro estava instruído para fugir ao menor sinal de fraqueza.

Mas... Sabe como é... Ele não obedeceu ao meu comando.
Bem, o fato é que joguei a consciência pesada para a conveniente área do esquecimento e fui toda alegrinha para casa, com o livro devidamente adquirido. Mas no meio de todo contentamento e entusiasmo literário, a coisa começou a desandar. TRÊS pessoas com gosto semelhante ao meu me asseguraram que Dizem por aí... era de médio para baixo.

Já reparou como é broxante quando alguém fala que o livro que você criou expectativa – e gastou uma grana – é ruim? E como sou mineira - logo, desconfiada - não deu outra: enrolei o quanto pude para ler. Até que dias atrás, resolvi encarar.
Ruim? Pelo contrário, é ÓTIMO com grifo e letras garrafais!
E te falo que há muito tempo não pego um romance tão leve, de leitura fluente e relaxante.

Dizem por aí... tem como base os apaixonantes Jack e Tilly.
Contudo, não se engane achando que a narrativa vai focar somente os dois. Eles são os personagens principais, mas os coadjuvantes são quase protagonistas e também têm seus próprios conflitos. A autora foi muito feliz quando desenvolveu a história de cada um deles, pois todos são muito cativantes.
Aliás, personagem cativante é o que tem nesse romance.

Mas vamos à trama.
Tilly, após o término de seu namoro, vai para o vilarejo de Cotswolds visitar sua amiga Erin. Movida por algumas circunstâncias, ela decide morar na cidade e começa a trabalhar como “faz-tudo” para Max, um homossexual assumido após dez anos de aparente heterossexualidade.
É claro que eu não poderia deixar de dizer que é Max o responsável pelas tiradas mais engraçadas e divertidas na história.

Seguindo a tradição das pequenas cidades, Cotswolds tem uma figura quase lendária, do tipo que está sempre na boca das pessoas. E o nome do protagonista das fofocas é Jack, um moreno tududibão. Sua fama, segundo as más línguas, faz de Dom Juan um calouro inexperiente e insosso.

Tilly, que não é boba nem nada, logo percebe o cara. Porém, mal ela se interessa e lá vem zilhões com o conselho de não levar Jack a sério porque ele é perito em despedaçar corações.
A partir daí, vêm os conflitos, os dramas, os desajustes e ajustes dos dois. Levando em conta o título, é na relação de Jack e Tilly que mais uma vez comprovamos que fofoca não é boa divulgação, mas sim, algo nocivo e pernicioso.
Mas convenhamos... Atire a primeira pedra quem nunca ouviu avidamente um diz-que-diz!

Além da história dos mocinhos, temos também as tramas paralelas que são igualmente apaixonantes.
Junto com Max e sua hilária participação, temos sua filha Lou, de 13 anos e sua simpática ex, a Kaye, que volta dos estêitis (eu falei que ela era atriz?) após um injusto escândalo envolvendo seu nome; e, por fim, temos também Erin e Fergus, que terão que lutar contra Stella, a ex-exposa dele, uma megera das mais mexeriqueiras e encrenqueiras da cidade.
Fora os personagens figurantes, que servem para esquentar a história, como Parker, Tom Lewis, Amy e até a cachorrinha Betty.

E misturando tudo isso, a fórmula de Dizem por aí... não poderia ser outra: enredo simples e despretensioso + personagens realistas e fascinantes + idas e vindas leves e divertidas = você satisfeito no final.
Foi cafona, mas é verdade.

Mas vale lembrar que opinião não é uma coisa fechada, definitiva. Pode ser que você prefira um enredo mais intrincado ou uma história que evidencie apenas o relacionamento dos mocinhos.
Se você prefere algo assim, não desista de Dizem por aí.... Faça como eu: persista e insista porque você pode ter uma bela surpresa!

Mega recomendando!

; )

16 comentários:

  1. Nossa, adorei sua resenha. Estou com esse livro aqui na estante e agora vou ler sem medo, pois meu estilo é esse mesmo. História despretensiosa, texto bem escrito e satisfação no final. \o/

    bjokas

    ResponderExcluir
  2. Ticia,


    Menina, preciso te dizer... adoro suas resenhas. Morro de rir!


    Eu também gostei desse livro, embora ache q forçaram demais no drama da Stella, e que o Max e a Lou roubam a cena e deixam Tilly e Jack "comendo poeira". Mas é um livro legal pra se descontrair.

    ResponderExcluir
  3. Me diverti com sua resenha!

    Adoro romances chick-lits por ser uma leitura agradável e despretensiosa, daquelas que é um bálsamo depois de ler tanto drama. Este livro está na minha estante. Não vejo a hora de desfrutá-lo.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  4. Olha eu me surpreendi com essa resenha e levo comigo uma lição que aprendi nesses poucos meses como blogueira. Opiniões são sempre diferentes. As vezes o que o mundo odeia, você gosta e não abre mão. Acho que sou um pouco do contra. Gostei desse livro no primeiro momento em que li a sinopse e vi a capa. Acho que não vou me arrepender, por mais que não seja tão recomendado. Afinal gosto e gosto e vc falou bonito. Gostei, menina! Realmente gostei disso. As vezes me sinto estranha, até mesmo uma bruxa por não gostar de livros que todo mundo ama. Mas aprendi a conviver com isso. Adorei sua sinceridade e continuo apostando no livro. Só me falta tempo para ler. kkk Mas isso vou tirando de letra. Quem sabe um dia!


    Gostei da resenha!


    bjs no core

    ResponderExcluir
  5. Ticia, sua fofa


    Este livrinho pulou da #listajá pra #toptop kkkk. Ja tinha comprado mas tb tinha 'engavetado' kkkk.




    obs= 'brochante' é ótimo! kkkk
    bj

    ResponderExcluir
  6. Ganhei esse livro e assim que chegar vai passar na frente de vários, rsrs.


    Bjoo.

    ResponderExcluir
  7. Pode fazer isso que vc vai gostar! : )

    ResponderExcluir
  8. Pode pular Flá!!!! kkkkk

    ResponderExcluir
  9. Que bom que vc gostou, Gláucia. às vezes eu me sinto assim tb. Todo mundo gosta e eu não. Com isso o sentimento de ET vem forte, né? Mas fica tranquila pq não somos únicas! Sinceridade sempre!
    Bjoooo

    ResponderExcluir
  10. Eu tb fico rindo de mim mesma e pensando como ser tão boba alegre! kkkkk
    Max realmente rouba a cena.
    Bjoooo

    ResponderExcluir
  11. Olá Thonks! Pode ler que vc vai adorar! Bjoooooo

    ResponderExcluir
  12. Eu já li outro livro da autora e amei! Estava com receio de ler esse, mas agora acho que vou adorar também!

    ResponderExcluir
  13. own!
    :D
    Acho que eu vou gostar!
    Pelo menos parece bem legal!
    :D
    Selene BlanchardBacio,Moda & eu

    ResponderExcluir
  14. Pode ter certeza que vc vai gostar! bjooooooo

    ResponderExcluir
  15. Esse foi o primeiro que li da autora e já gostei. Pode ler sem medo! bjoooo

    ResponderExcluir
  16. POis é, Carla... eu tb adoro um chick-lit. Já leu a série da Becky Bloom?
    Bjoooooooooo

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por email.
Obrigada!

Editoras Parceiras

Postagens Recentes

Visualizações

Últimos Comentários

Lançamentos