Desperte Comigo - Linda Howard

Mais uma vez a nossa querida colunista Tícia nos brinda com uma resenha de um livro de banca, dessa vez da maravilhosa Linda Howard.
Eu sou suspeita para falar, pois amo a autora, então vamos deixar de papo e curtir mais uma resenha super animada da Tícia.

Com vocês...

Desperte Comigo - Linda Howard


Sinopse:

O acidente que deixou Blake temporariamente sem sentir as pernas também havia roubado sua vontade de viver. Seria necessário uma mulher cuja alma estivesse tão paralisada quanto a dele para trazê-lo de volta à vida. Dione Kelley era sua última chance... Ela sabia disso, e entendia o desafio que o caso dele apresentava. No entanto, o que ela não imaginava era que, ajudando Blake a superar a desilusão e recuperar as forças, ela pudesse expor as próprias dores e despertar a cura de si mesma…



Personagens: Blake e Dione

Está difícil arrumar palavras satisfatórias para qualificar Linda Howard.
Eu até poderia ficar na boa e velha enumeração tipo “autora maravilhosa, brilhante, onde ela arruma tanta inspiração, como ela conseguiu criar o Zane Mackenzie e etc.”, mas seria obscenamente medíocre.

Então eu te pergunto: por que é tão difícil falar do que você gosta muito? Porque sempre vem a sensação de insuficiência?
Se alguém desvendar esse mistério de forma razoável, juro que ficarei eternamente grata e colocarei seu nome nas minhas orações para o São João do Arreda Barriga.

Mas voltemos à Linda Howard.
Taí uma autora que eu não perco tempo lendo sinopse, porque já sei que vou encontrar tudo que eu gosto em uma história romântica.
E Desperte comigo seguiu a tradição, claro.

O enredo é muito simples, do tipo que está centrado basicamente nos protagonistas. Não há grandes conflitos, ação ou suspense, mas há muito romance, superação dos personagens, algum drama e, obviamente, um mocinho perfeito.
Aliás, os mocinhos da Linda Howard mereciam uma resenha à parte porque, fala sério, viu?!
Que coisa!

Mas vamos à história.

Blake, um homem atlético, totalmente de bem com a vida e fã de esportes radicais, sofreu um acidente que quase o matou, dois anos antes. Cirurgias, terapias, incentivos, nada deu certo porque ele desistiu de lutar por sua recuperação.

Em uma última tentativa, seu cunhado apela para Dione, uma fisioterapeuta competente e linha dura. Depois de estudar o caso e enxergá-lo como um grande desafio, ela aceita Blake como paciente.
Porém, quando Dione se depara com o gostosão, vem o susto, porque ele não era nem uma sombra do homem que foi um dia.
A partir daí, a história evolui lindamente e é melhor parar por aqui se não vou deixar a língua solta.

Quer dizer... Como não consigo falar pouco, tenho que comentar umas coisinhas sobre os mocinhos.

Dione: as personagens femininas de LH são sempre ótimas, no mínimo. São desencanadas, tranquilas e sempre me cativam imensamente. Di (como Blake a apelidou. Que cut cut!) englobou tudo isso e ainda teve um elemento a mais: traumas do passado. Assim como nosso mocinho, ela também teve que lidar com sua própria “recuperação”.

Blake: como LH consegue criar homens assim é um enigma para mim. Além de ser uma delícia descomunal, ele é atrevido com retoques de safadeza saudável e persistente do tipo que sabe o que quer e corre atrás.  Blake só pode ter lido A arte da guerra porque o que ele usou de estratégia para conquistar Dione, só com Sun Tzu mesmo.
Mas se fosse comigo, garanto que a única coisa que ele precisaria ler seria o Kama S... cof cof cof.

O livro é lindo, muito romântico e, mesmo com minha pequena dificuldade de qualificar o que eu gosto, espero que tenha expressado o quanto admiro a autora e o quanto Desperte comigo é recomendável para sua estante. Não é o melhor de LH, mas isso não significa que seja apenas médio ou ótimo. Pelo contrário: é maravilhoso. LH não escreve nada menos que isso.

Ultra recomendado!

; )


8 comentários:

  1. Ticia, fofuxa


    Tinha lido uma resenha que desclassificou este livrinho....acredita?
    Sei que não é o melhor da LH , mas LH é LH, né?


    MAIS UMA RESENHA LINDA!


    BJ

    ResponderExcluir
  2. Ei, Tícia e Lena!


    Acho que só li um livro da Linda Howard, mas faz muito tempo. Gostei do enredo do livro. Gosto quando os personagens precisam superar alguma deficiência física e voltar a viver.


    Estou pretendendo voltar a ler romances. Faz muito tempo que eu parei, simplesmente porque todos aqueles que eu tinha em casa, para ler, era só começar a leitura e eu desanimava. Por isso, estou anotando algumas dicas de bons romances para procurar num sebo que eu descobri aqui na cidade onde eu moro.
    Com certeza, esse vai para a lista!


    Um beijo,
    Inara - http://lerdormircomer.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oi meninas!
    Bela resenha...
    É vdd... tenho que ter na minha estante.;///




    bjbj
    Selene BlanchardBacio,Moda & eu

    ResponderExcluir
  4. Eu tb adoreiiiiiiiiiiiiiii :))

    ResponderExcluir
  5. Você disse tudo, quando falou que é dificílimo falarmos sobre as autoras que amamos. Sempre corremos o risco de sermos redundante!
    Como você adoro Linda Howard, vou correr atrás desse livro!
    Bj

    ResponderExcluir
  6. Eu nunca li nada da autora, mas tenho muita vontade de ler alguma coisa dela :) E, confesso, eu queria algo mais água com açúcar, bem leve, romance mesmo, sem muitos conflitos ou reviravoltas. Tem algum em especial para me indicar (quem sabe até esse mesmo)?

    ResponderExcluir
  7. Leia esse e também Coração eterno... são lindos! Bjoooo

    ResponderExcluir
  8. Tícia, obrigada pelas dicas :) Já anotei aqui!!!

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por email.
Obrigada!

Editoras Parceiras

Postagens Recentes

Visualizações

Últimos Comentários

Lançamentos