Belo Desastre - Jamie McGuire

A nova Abby Abernathy é uma boa garota. Ela não bebe nem fala palavrão, e tem a quantidade apropriada de cardigãs no guarda-roupa. Abby acredita que seu passado sombrio está bem distante, mas, quando se muda para uma nova cidade com America, sua melhor amiga, para cursar a faculdade, seu recomeço é rapidamente ameaçado pelo bad boy da universidade. Travis Maddox, com seu abdômen definido e seus braços tatuados, é exatamente o que Abby precisa – e deseja – evitar. Ele passa as noites ganhando dinheiro em um clube da luta e os dias seduzindo as garotas da faculdade. Intrigado com a resistência de Abby ao seu charme, Travis a atrai com uma aposta. Se ele perder, terá que ficar sem sexo por um mês. Se ela perder, deverá morar no apartamento de Travis pelo mesmo período. Qualquer que seja o resultado da aposta, Travis nem imagina que finalmente encontrou uma adversária à altura.

Foi complicado escrever essa resenha, porque o livro mexeu com meus extremos, despertando em mim emoções contraditórias.

O texto é bem escrito, a trama prende, a leitura é ágil, rápida e agradável, porém alguns pontos me incomodaram. Infelizmente pude perceber durante a leitura muita coisa de YA, e logo o que menos me atrai.

Travis é um bad boy interessante, cheio de tatuagens e conquistador. Gostei do seu lado romântico que faria tudo pela mulher amada, porém achei-o extremista demais.

Esperava em Abby uma mocinha mais forte, acho que a mulher quando deseja se impor perante um homem consegue. Ela cede muito facilmente aos apelos sexuais, se tornando uma personagem fácil, que banca a durona, mas por dentro dá saltitos porque o gato maravilhoso está dando bola para ela, totalmente deslumbrada. Com o histórico que ela traz de vida, eu com certeza resistiria, mas Travis apesar do seu lado doentio e obsessivo, consegue ter um lado cativante que mexe com ela, o tornando irresistível a seus olhos.

Apesar de o livro querer mostrar um universo mais adulto com cenas mais quentes e sensuais, não conseguiu me convencer pela imaturidade dos personagens que não crescem durante a leitura, muito pelo contrário, vi reações totalmente descontroladas, atitudes impensadas e infantis, beirando à loucura.

Apesar de Travis ter arrebatado diversos corações pensei em alguns momentos durante a leitura em jogar a chave do apartamento, que veio no kit do livro, pela janela, kkk

Nessa nova onda de misturar romance de banca com Jovem Adulto acredito, a meu ver, que escolheram o pior de cada um. A imaturidade e a possessão descabidas e extremistas tornam o livro passável, e quase esquecível. Mas quero deixar claro que essa é minha opinião, respeito quem goste e acredito que muitos ainda irão ler e se apaixonar pelo romance entre Abby e Travis.

O livro tem seus méritos, porém não é perfeito. A leitura é fácil, o ambiente da faculdade é divertido, estudar é o que menos importa, o que vale mesmo a pena são as festas e o jogo de conquista.

Agora o que mais me deixou revoltada foi o sentimento “ser sua”, “sou seu” que impera na leitura. Sem essa meu povo, ninguém é de ninguém, como disse uma amiga: "Amor liberta, sem essa de posse!"

Eu até gosto de mocinhos ogros e possessivos e mocinhas frágeis (estilo Diana Palmer), porém é aceitável num universo mais adulto, mas a maneira que isso foi usado em Belo Desastre foi exagerado demais, porque as atitudes são extremamente adolescentes.

A leitura se encaixa perfeitamente no gosto de quem busca um romance leve, com um mocinho TDB (mas a meu ver meio neurótico), uma mocinha frágil (que aceita ter um dono), amigos para toda hora (que passam a mão na cabeça), num universo escolar muito comum aos YA (cheio de paixonites e dúvidas).

Acredito que esse livro se enquadre no tema: "Ame ou odeie".

Será que um dia irão escrever uma história na qual a mocinha não vai se render facilmente? Em que apenas um beijo não vai fazê-la tremer e se entregar? No qual o mocinho apesar de imaturo vai crescer e saber conquistar sem apelações?

Se alguém souber de um livro assim, por favor, me indique.

28 comentários:

  1. Gostei muito desse livro. Fazia tempo que um livro não me prendia como esse.
    Confesso que, às vezes, dava vontade de matar Travis e Abby. Mas, logo esse sentimento passava.
    Gostei do que tu dissestes sobre juntar romance de banca com YA. Nunca tinha pensado nisso...


    Luiza Helena Vieira
    Obsession Valley
    http://obsessionvalley.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Bem, você já sabe que não gostei do livro... e você ainda conseguiu ver alguma coisa de bom. Eu fiquei completamente decepcionada. =/ (mas não discordamos totalmente, então é prova de que não sou a única a ver com reservas esse livro...)


    Bjs!

    ResponderExcluir
  3. Já ouvi falarem bem e mal, mas confesso que mesmo com todas as reservas que vc citou eu ainda quero conferir :-)

    Bjs

    ResponderExcluir
  4. Depois quero saber sua opinião Luka!
    Beijinhos...

    ResponderExcluir
  5. Você concorda que ele é "Ame ou Odeie"?
    kkkk

    ResponderExcluir
  6. Sim, as resenhas estão bem polarizadas. rs

    2012/8/27 Disqus

    ResponderExcluir
  7. Leninha, sua fofuxa


    Ja li este livro, pois no momento está tão falado...... e bem cotado tb...


    Eu não diria que amei e que nem odiei, viu? Simplesmente, gostei. Tem livros melhoros? NOssa !!!! E como tem!!! Muitosss. Tem piores?? Sabemos que sim...


    Teve momento YA que me incomodou sim, mas o Travis é um machão romantico, dá um desconto! ,kkkk


    Indico? Claro! Mas aviso antes, não vai esperando um romanção pois esse não é o papel do livro. O papel deste livro (desculpa o trocadilho) é divertir.... ser for com muita sede ao pode.... vc pode se engasgar e detesta-lo! Se for comparar com aqueles romances perfeitos, lindos e maravilhosos........... fica difícil!!!! Principalmente para aquelas que preferem romances com personagens mais adultos, ou seja, sem crise de aborrecentes!!!! kkkk




    bjão

    ResponderExcluir
  8. Concordo na fome, não entrem na leitura esperando um bestseller, mas diversão.


    ResponderExcluir
  9. Isso mesmo leninha, não vá com fome ao prato ou sede ao pote! kkkk


    Sabe q tenho amigas que fazem uma seleção rigorosa do que vai ler, daí, neste caso, não indico! Pra essas indicaria, sem medo de errar, o EANEOC.




    Amos suas resenhas!!!

    ResponderExcluir
  10. Leninha!!!!!!!!!!!!!! achei esse livro horrível..rs casal de debilódes..kkk. O enredo é muito infantil, acho alguns enredos da série Paixão bem melhores...rs
    Bjos

    ResponderExcluir
  11. Ei Lena,


    Na bienal todo mundo falava maravilhas sobre este livro, falaram que era muito melhor do que 50 tons e tal, voltei muito curiosa. Mas depois li a resenha da Lilian e já fiquei pensando que vou odiar o Travis, depois disso já vi outras mais para negativas também... pelo menos agora já vou ler preparada rs.


    Vamos ver, não sou fã de casais loucos e doentes de amor, tenho preguiça disso.


    Tentando lembrar de um livro juvenil que responda as suas perguntas, mas até agora nada kkkkkkkkkkk. Eu gosto muito de Vampire Academy, mas acho que não se encaixa nas sua descrição hehe.


    bjos

    ResponderExcluir
  12. Li sua resenha Sol, com certeza vc está na lista dos que odiaram, em alguns momentos eu também detestei, mas já li piores com certeza.

    ResponderExcluir
  13. Lena, concordo com você quando diz que é o tipo de livro que você AMA ou ODEIA. Eu pessoalmente amei o livro, ele entrou para os introcaveis e vou amar quando a autora lançar o livro na Versão do Travis.


    É sempre bom quando um livro causa tanto polêmica, no minimo vale a pena ler e ter sua própria opinião.


    Ah, se por acaso encontrar o apartamento do travis, me avisa que faço questão de fazer uma visita a ele.


    Beijos

    ResponderExcluir
  14. Livros assim é que fazem o furor na blogosfera literária, adoro, kkkkk

    ResponderExcluir


  15. Tenho lido muito sobre esse livro, e a divergência de
    algumas opiniões me deixam em dúvida quanto à trama. Ainda não sei se vou ler,
    mas parece uma história envolvente, daqueles que não conseguimos largar.


    Bjkas!





    Monique Martins


    @moniquemar

    ResponderExcluir
  16. Ai, Flá. Pelo que vc me falou eu presumi que vc tinha achado lindo. kkkk Eu tenho cada vez mais medo desse livro. Quando sair em ebook direi de minha justiça. bjs!

    ResponderExcluir
  17. E eu odeio personagem com crise de aborrecente. kkkk Já vi tudo!

    ResponderExcluir
  18. Carla, sua fofa



    Não tem medo não ... o TRAVIS QUE É LINDO, entendeu??? O livro tem umas cenas tipicas de aborrecentes...mas nada desesperador não!!!


    Mas pra nós duas que amamos CAVALO DE FOGO esse fica tipo um POLTRINHO kkkkkk ou seja, um livro apenas para PASSAR o tempo e não para MARCAR o nosso tempo. Mesmo assim dei 4 estrelas e, a leitura vale a pena mas sem muita expectativa.





    Caso explicado!


    bj

    ResponderExcluir
  19. kkkk


    #casaldebilóides

    ResponderExcluir
  20. Não duvido que ele seja lindo. :D
    Mas eu não sou muito dada a livros YA e ainda por cima esse foi comparado com 50 tons que é um livro que eu achei odioso, com uma escrita horrível e uma mocinha patética. Mas vamos ver. Depois eu comento. kkkk
    Bj!

    ResponderExcluir
  21. Eu ando com muito pouca paciência para livros passáveis. kkkkkkk Tenho tão pouco tempo que só gosto de apostar em leituras que valham mesmo a pena. rsrs

    ResponderExcluir
  22. RÁ!! Eu sabia!!!! Mesmo sem ler o livro, só pela sinopse já tinha essa ideia. Agora, Leninha, sua resenha esclareceu muito mais do que eu esperava. Saber que tem esse tom maçante que é o siricutico adolescente, estilo The Vampire Diaries, Twitlight e cia ltda! Afff, que coisa chata!! E saber ainda por cima que tem esse lance de possessividade??? To fora!!! Sua amiga falou tudo. AMOR LIBERTA SIM!!! Não que eu ache que isso justifique traições e putaria, vale tudo, etc... Só acho que o outro extremo do "amor que liberta" é mais perigoso do que se correr o risco de ser trocado, substituído. Afinal, nada é para sempre. Discordo de Nelson Rodrigues que disse que amor de verdade dura para sempre, se não durar não é amor verdadeiro. Por favor, né? O que é para sempre? Se alguém tiver a resposta, estou curiosa. Ah, se eu souber de algum livro que seja esse sonho de consumo, te falo sim!! =D

    ResponderExcluir
  23. Vc vai ler? Então eu vou aguardar seus comentarios! bj

    ResponderExcluir
  24. Os livros da Anne Rice. São lindos. Te indico Pandora.

    ResponderExcluir
  25. Vou, sim. Até já tenho o ebook, mas tenho outras leituras na frente desse. Vou tentar ler em breve. rsrs

    ResponderExcluir
  26. Leninha, tenho lido opiniões contraditórias acerca desse livro. Confesso que só li sua resenha por alto, porque ainda não comecei a leitura (mas pretendo ler em breve) e porque não quero ser influenciada ><

    ResponderExcluir
  27. .........SPOILER.............

    Concordo plenamente com a sua resenha,os personagens não crescem,não amadurecem,e aquele final onde o tal "bad boy" ainda está inseguro por perder o seu "objeto",nossa que deprimente....Fico pensando nesses YA de hoje,que acham que o amor é isso,ser dominado,ser posse de alguém....#medo.Bom mas essa é só a minha opinião....rs
    Parabéns pelo blog,é ótimo.

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por email.
Obrigada!

Editoras Parceiras

Postagens Recentes

Visualizações

Últimos Comentários

Lançamentos