Tudo aquilo que nunca foi dito - Marc Levy

Poucos dias antes do seu casamento, Julia recebe um telefonema do secretário de seu pai. Como ela já tinha previsto, Anthony Walsh - empresário brilhante, mas pai distante - não poderá comparecer à cerimônia. A ausência de seu pai em momentos importantes de sua vida da filha não é novidade para Julia. Mas pela primeira vez, a personagem tem que reconhecer que ele tem uma boa desculpa: Anthony Walsh morreu. A ironia amarga da situação, com Julia forçada a adiar o casamento para enterrar o pai, faz aquela parecer mais uma das peças pregadas pelo destino na difícil relação entre os dois. Mas, no dia seguinte ao funeral, ela descobre, na forma de um enorme pacote deixado na porta de sua casa, que aquela não tinha sido a última surpresa de seu pai - e parte na viagem mais extraordinária de sua vida, uma oportunidade para que os dois digam um ao outro, enfim, tudo aquilo que nunca foi dito. 


Julia sempre foi a filha rebelde de um pai ausente (mas como não ser quando duas pessoas são tão diferentes que nem mesmo um simples diálogo conseguem travar?). A distância entre eles é tanta que para seu casamento Julia envia ao pai apenas um simples convite, nada de entrada de braços dados na igreja, como seria normal.

Mas indo contra todas as probabilidades, Anthony dá um de presente mais que inusitado à filha. Ele morre! 
E seu enterro adiaria os planos de Julia, não só em relação a seu casamento, mas principalmente aos rumos que sua vida tomaria dali por diante.

Uma nova chance se abriria aos dois. No dia seguinte ao enterro, uma surpresa dentro de uma caixa, algo surreal que abalaria as estruturas de Julia, virando sua vida de cabeça para baixo. Ou quem sabe finalmente a colocando nos eixos.

“A memória é uma artista estranha, refaz as cores da vida, apaga o medíocre, guarda só os traços bonitos, as linhas mais tocantes.”

Assim que comecei a ler, imaginava (até pela capa) que a leitura seria em forma de relatos do passado, transformando a vida dos personagens através de lembranças.
Leigo engano! O livro é uma busca, não só de um tempo perdido, mas também do término de uma história que ficou incompleta, esquecida no passado.

Personagens cativantes, diálogos interessantes que ao longo da leitura vão desvendado os problemas existentes entre pai e filha, numa narrativa descomplicada e lógica.
Gostei muito de Anthony (pai de Julia) com suas tiradas inteligentes e humor único. O amigo Gay, Stanley, que consegue dar o toque de humor para adoçar a narrativa (sorte de quem tem um amigo assim).

“O mundo é grande, mas a amizade é imensa”

Qualquer coisa que eu diga a mais sobre os personagens que se mesclam na história seria como estragar as descobertas que devem ser feitas gradativamente durante a leitura. Então só posso dizer que gostei muito do livro, que cada página foi como desvendar um novo segredo, numa missão de paz!

Pai e filha numa batalha de reconhecimento, com o pano de fundo, o resgate de um amor do passado. Uma história de busca, descobertas, mas acima de tudo, uma história de amor, que só a perda da morte foi capaz de concretizar.

“... A gente encontra um monte de bons motivos para não amar, medo de sofrer, de ser abandonado um dia. No entanto, amamos a vida, mesmo sabendo que ela vai nos deixar um dia.”

Recomendo!


PS: E se você gostou e quer ter a oportunidade de ler esse livro, participe da promoção que está rolando aqui no blog. Clique AQUI e participe!

11 comentários:

  1. oin, PARECE ser muito legal. :D

    ResponderExcluir
  2. Leninha acho a capa e o titulo desse livro de uma simplicidade linda.
    Parabéns pela resenha você conseguiu mostrar o sentimento do livro sem entregar nada.Gostei da história parece ser muito boa, e gostei dos quotes que você colocou
    principalmente o último. ^_^

    @Agda01 

    ResponderExcluir
  3. Amiga, recentemente comprei este livro e já chegou, estou querendo muito ler, mas os de parceria acabam sempre ganhando a disputa....que coisa, mas até o final do ano eu leio!

    Vanessa - Balaio

    ResponderExcluir
  4. Aff, mais um livro que faz com que pensemos muito nas nossas escolhas e em nossa vida.
    Adoro esse gênero de livro.

    Janaína
    Romances  -  Agora e Sempre

    ResponderExcluir
  5. Ei, Leninha, já tinha visto esse livrinho por aqui, acho que você comentou sobre o lançamento. Confesso que não me interessei muito pela capa ou pela sinopse. No entanto, sua resenha me deixou curiosa. Parece um livrinho lindo e emocionante! Adorei os quotes que você citou... Esse último é maravilhoso!

    Beijinhos,
    Náh

    ResponderExcluir
  6. Esse livro está na minha pilha de leitura. Leninha contou alguns detalhes no MSN e fiquei com muita vontade de lê-lo. =)

    bjokas

    ResponderExcluir
  7. Carla Histórias sem Fim29 de novembro de 2011 20:37

    Oi Lena!

    São resenhas assim que animam para ler um livro, kkkkk

    Adorei, já anotei aqui para ler!

    bjs

    ResponderExcluir
  8. Esse livro parece ser maravilhoso! Adorei os quotes!!!
    Uma história que me pareceu um pouco triste tb, não sei... É trsite?
    Fiquei com vontade de ler!

    Bjuss

    ResponderExcluir
  9. Quero muito ler este livro,gosto deste tipo de leitura.
    Bjs
    Luciane Oppelt

    ResponderExcluir
  10. Eu quero muito ler este livro!
    Tenho quase certeza de que vou adorar!
    O título já me conquistou!

    ResponderExcluir
  11. Concordo com a Agda, a capa e o título são simples e por isso mesmo lindos. Espero conhecer o livro em breve.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por email.
Obrigada!

Editoras Parceiras

Postagens Recentes

Visualizações

Últimos Comentários

Lançamentos