Whitney, meu amor - Judith McNaught


E para estreiar com chave de ouro o cantinho: Resenha da Nanda nada melhor do que
-->Judith McNaught 
-->

Sinopse


-->
Whitney, meu amor é um livro que arrebata os corações mais românticos, numa mistura de amor, intrigas e aventura, que mexe com todos os nossos sentidos.
Órfã de mãe e criada por um pai severo e frio, a adolescente Whitney Stone choca a sociedade inglesa do começo do século XIX com seus modos, sua espontaneidade e rebeldia. Desde menina, ela ama o belo e aristocrático Paul, perseguindo-o em todos os lugares e inventando as mais inusitadas formas de chamar-lhe a atenção. Enviada a Paris, ela recebe um longo treinamento para transformar-se numa mulher fina, glamorosa, irresistível. Quando retorna a Londres, está mudada, mas ainda disposta a conquistar seu amor de infância. Mas o irascível e poderoso duque Clayton Westmoreland é quem se interessa mais vivamente pela jovem mulher. E é ele quem, por meio de artimanhas, consegue ficar noivo da moça. Mas Whitney recusa-se a aceitar imposições, então desafia seu poderoso 'dono', e embora ele a seduza com sua avassaladora paixão, envolvendo-a em uma tempestade de desejo e prazer, ela não desiste de ser feliz com seu primeiro amor.

-->
Whitney é uma garota de 14 anos que se comporta quase como menino subindo em árvores, soltando sapos em festas, e aprontando muito pra chamar a atenção de Paul, que ela acredita ser seu grande amor. O pai a cria sozinho e quando não aguenta mais seu mau comportamento a envia para Paris pra passar uma temporada na casa dos tios e aprender a se portar como uma dama. Lá ela faz muito sucesso entre os jovens franceses e conhece Nicolas Du Ville, que se torna um grande amigo. (A história dele é contada no livro Milagres)
Quatro anos depois ela volta a Londres. O comportamento melhorou, mas ela continua com a mesma personalidade impulsiva. Quando se vê noiva de Clayton Westmoreland, faz de tudo pra que ele desista do casamento.
Clayton é arrogante, petulante e quase despótico com Whitney. Ele há viu alguns anos atrás em uma festa à fantasia ainda em Paris e simplesmente decidiu que ela seria sua futura esposa. Por isso investiga a vida dela, volta pra Londres e arranja o noivado, pagando as dívidas do pai de Whitney.
Ela se sente comprada e sempre tem os melhores pensamentos em relação a Clayton:
A idéia de vingar-se, castigando-o cruelmente, encheu-a de satisfação, e ela imaginou como seria delicioso atravessá-lo com uma espada, ou estourar-lhe a cabeça com um tiro de pistola, ou, ainda, enforcá-lo numa árvore.”
A partir da descoberta do noivado, começam situações inusitadas, algumas que você não sabe se ri ou chora e os dois alternam momentos de bom convívio e brigas intermináveis.
Clayton age precipitadamente em algumas situações sem dar chance a Whitney de defender-se, de esclarecer o engano e assim os dois sofrem muito, principalmente Whitney. Mas os dois sempre agem por amor e o desfecho é espetacular. E tem um personagem que merece ser citado: Stephen Westmoreland. Ele é irmão de Clayton, super engraçado e ajuda Whitney. Sua história é contada no livro Até você chegar.
Judith McNaught cria situações e conflitos de forma inteligentíssima e nos faz ficar grudados no livro. Recomendo todos os livros dessa série, aliás, todos os livros da autora!
 
-->

A sinopse explica muito bem a narrativa do livro! Talvez seja um dos meus favoritos da autora, embora seja difícil eleger só um. Esse é o segundo livro da Dinastia Westmoreland, mas não precisam ser lidos na ordem, pois uma história não depende da outra. Os livros são:


* Um Reino de Sonhos (A Kingdom of Dreams)
* Whitney meu amor (Whitney my Love)
* Até você chegar (Until you)
* Milagres (Miracles)

12 comentários:

  1. A Nanda estreiou em grande estilo...
    Esse livro é lindo, pena que é tão difícil encontrá-lo...

    beijos,
    Dé...

    ResponderExcluir
  2. ESTE É PARA AS ROMÂNTICAS DE PLANTÃO!
    TÍPICA HISTÓRIA DE UMA MENINA QUE NÃO SE CONFORMA COM OS COSTUMES E COM O MAXISMO PREDOMINANTES DE SUA ÉPOCA, PELO VISTO O SEU DESTINO SERÁ BEM O OPOSTO DAQUELE QUE SUA FAMÍLIA IDEALIZOU.....
    GOSTO DO TEMA.

    SEJA BEM VINDA AO MUNDO DOS BLOGS!!!!!

    ResponderExcluir
  3. Bem Legal a resenha.
    Nunca li nada da Judith, mas esse livro já está na minha listinha de desejados. ^^

    ResponderExcluir
  4. Bem vinda Nanda,

    Eu ainda não li nada da autora, sei que tenho que corrigir isso urgente, estão na fila :)

    bjooo

    Nanda

    ResponderExcluir
  5. OMG...
    Dei uma saidinha e voltei correndo... rsrs
    Que coisa mais linda Leninha!
    Eu adorei mesmo, fiquei sem palavras.

    O banner ficou maravilhoso!! Vc disse que foi a Karina do K Romances que fez né?
    Nossa, agradeço imensamente a ela e a vc tbm pelo carinho e oportunidade de falar um pouquinho sobre o que leio! Sei que não é lá essas coisas, mas eu gosto de falar sobre o que leio e dar dicas de leitura. (minhas tias e primas que o digam..heheh)

    Enfim, ficou tudo perfeito mesmo!!
    Eu adorei!
    Bjinhus
    Nanda

    ResponderExcluir
  6. Sou tão suspeita de falar da Judith. Minha autora preferida. Amooooo todos os seus livros. Whitney então... história linda.

    Bjs

    ResponderExcluir
  7. AÊÊÊ bem vinda!!!
    Eu adoro esses livrinhos. Mais um pra minha lista de proxs q eu irei ler. Fiquei um tanto assustada com as coisas q ela deseja fazer com Clayton kkkk
    bjsss

    ResponderExcluir
  8. Oi, Leninha.

    Parabéns pelo novo quadro e à Nanda pela ótima resenha!

    Sou fã incondicional da Judith McNaught.

    Amo seus livros, que são ideiais p/ as românticas!

    Esse livro foi o primeiro livro histórico dela que li e me apaixonei pelos Westmoreland. A, partir daí, não parei mais.

    É muito difícil você escolher qual o seu mocinho preferido nos livros da Judith. :)

    Beijos.

    ResponderExcluir
  9. Oi Nanda!
    Faz tempo que tenho um livro da autora na estante, e havia me esquecido dele. Vou ler logo, fiquei com desejo de ler um romance.
    Parabéns pela resenha
    Bjs

    ResponderExcluir
  10. Li recentemente este livro e amei, amei, amei!
    Foi o primeiro livro que li da Judith McNaught e fiquei encantada com a escritora.
    Já até comprei outros livros dela.

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por email.
Obrigada!

Editoras Parceiras

Postagens Recentes

Visualizações

Últimos Comentários

Lançamentos