Estrela do Oriente - Karen Keast

 

Sacramento, 1854

A imagem gravou-se na mente infantil de Talita: a mãe estendida no chão, muito pálida, o quimono de seda manchado de sangue. Ao ver um homem loiro com um punhal, fugiu dando um grito que rompeu o silêncio da noite e o véu de sua inocência.

Virgínia City, 1872 — Desesperado, Madison Brecker assistia a destruição de seu império financeiro. Ele se fizera do nada e trazia no corpo a marca de uma vida de lutas. Não permitiria que ninguém o arruinasse, nem mesmo a encantadora Talita Lee, a deusa do teatro. Mas em seu íntimo Madison reconhecia que aquela perigosa beldade eurasiana era um reflexo da estrela que vivia em seus sonhos, a mulher a quem desejava com uma paixão tão ardente quanto a sede de vingança que a consumia!

Talita é filha de uma prostituta, criada num prostíbulo,  presenciou o assassinato de sua mãe, guardando na mente a marca que identificava o assassino...
começa assim esse lindo romance!

A bela jovem de origem eurasiana se transforma  numa linda mulher, uma atriz famosa e desejada, mas guarda dentro de si a sede pela vingança!

Um mistério...trens, diligências  são assaltados e nenhum vislumbre do assaltante, nem se sabe se é apenas um ou uma quadrilha. Principal prejudicado: Madison Brecker.
Madison se vê prejudicado pelos roubos e não aceita ser levado a ruína por causa de um mero ladrão que rouba e ainda faz pouco caso , se tornando à vista das pessoas um ladrão irônico...

O destino põe Talita e Madison frente a frente e daí em diante tudo pode acontecer...
O livro é bastante interessante, no que diz respeito aos roubos e à química que existe entre os protagonistas!

Final eletrizante, o que torna o livro, empolgante, vivo, vibrante!
Adorei, e recomendo!
Tipo do livro para ser lido e relido!
nota




5 comentários:

  1. Adorei sua postagem. É tão difícil achar resenhas de livros antigos como os clássicos da literatura romântica!

    Este está na minha pilha de leitura. Parece ser ótimo.

    bjos.

    ResponderExcluir
  2. Eu não tenho, e tb nunca li nada dessa autora, mas sua resenha me fez querer procurar.

    bjs

    ResponderExcluir
  3. Gente!!, como estou velha...rs, eu li esse livro quando tinha uns 18 anos, abafa o caso de quanto tenho agora...kkkk
    Esse por incirvel q pareça, eu lembro do enredo, é muito muito bom.
    Bjos

    ResponderExcluir
  4. Karen Keast é speudônimo da nosa grande garnde Sandra Canfield. Só tinha que ser bom mesmo!

    Carla

    ResponderExcluir
  5. Karen Keast é pseudônimo da nossa grande grande Sandra Canfield. Só tinha que ser bom mesmo!

    (desculpe os erros do anterior)

    Carla

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por email.
Obrigada!

Editoras Parceiras

Postagens Recentes

Visualizações

Últimos Comentários

Lançamentos