Repostagem: Enquanto você Dormia - Sandra Steffen


Desespero ou traição?
A adorável Maggie Mckenzie tem tudo o que queria: um marido amoroso, duas lindas filhas e sua irmã, Jackie, amiga e confidente.Quando sofre um acidente de carro e entra em coma, Spence e Jackie se revezam no hospital e recusam-se a aceitar o pior.
Praticamente desenganada, Maggie permanece inconsciente por meses.
Certa noite, cedendo ao desespero, Spence e Jackie buscam consolo nos braços um do outro. Quando toda a esperança parece perdida, Maggie sobrevive e se recupera aos poucos.Mas tudo havia mudado em sua vida, e sua luta agora é pela reconquista do amor das filhas e do marido. Afinal, o mundo continuara a girar sem ela, mas Maggie quer recuperar o tempo que perdeu e tudo o que se foi com ele. Um ar de mistério, porém, paira ao redor de Maggie, mas ele não consegue desvendar exatamente o que é. O que acontecera enquanto ela estivera em coma?

Posso classificar esse livro como:
Especial!!!

Esse livro retrata as fraquezas, os medos, os anseios de uma família que podia ser vista como "perfeita", mas que como todas as outras, têm falhas e defeitos...

Segurar as pontas de uma família abalada por um acidente não é fácil, a rotina muda, tudo se transforma, o que era fácil se torna insuportável...
E como doi a ausência da mulher que se ama, do mãe que se idolatra, da irmã querida...
As carências se mesclam com a busca do tempo perdido, o que parece certo se torna um abismo sem volta.

E quando tudo parecia perdido eis que ela retorna... e tudo está diferente, várias coisas se perderam com o tempo e outras só passaram...
Será que ela vai conseguir pegar de volta as rédeas de sua vida, seu amor, suas filhas, sua irmã...
O que mudou, onde ela se perdeu?

Será que o perdão é possível?!

Será que as mudanças foram tão profundas?! Apenas alguns meses que podem mudar uma vida inteira?!
Leia e tenha as respostas para todas essas perguntas e pode acreditar ao término da leitura cada um terá sua própria opinião do que é o certo ou o errado. Mas será que o seu certo não seria o meu errado?

Recomendo esse livro para pessoas que precisam de um alento, uma chamada para a vida!

18 comentários:

  1. Amei esse livro.
    Chorei demais com os personagens, principalmente com a irmã e o marido da mocinha, que situação, uma verdadeira sinuca de bico.
    Maravilhoso.

    ResponderExcluir
  2. oi, sou viciada em romances, e depois de ler este pedacinho... vou correr em todos os sebos aqui da minha cidade, tenho que encontrar. rsrsrs
    torça por mim.
    bjs

    ResponderExcluir
  3. Bem denso Leninha, parece ser muito interessante.
    bjos.

    ResponderExcluir
  4. Quero saber se tem como baixar o livro
    " Enquanto você dormia " de Sandra Steffen?

    ResponderExcluir
  5. descobri esse livro tem dois dias e ja estou viciado nele coitada da maggei e do marido e da irmã que situação é aqule mais espero que tudo corra bem

    ResponderExcluir
  6. Olha odiei. Sem justificativa, por mais tristes e com carencia que o marido e a irmã ursa estivessem sentindo não existe justificativa. Adoro esta autora mais este livro foi horrivel, no final ficou parecendo que a Maggie foi a megera por não entender o marido e a irmã.

    ResponderExcluir
  7. Nossa, fiquei arrepiada. É uma situação e tanto a retratada no livro. Vou procurar para ler.

    ResponderExcluir
  8. Não é triste não? Parece que alguém vai sair machucado, Não estou na fase de coisas triste..kkk
    Eu consegui entra..kkkkkkkkkkk
    Bjos

    ResponderExcluir
  9. Leninha,

    essa sua dica vou deixar passar.

    Pelo que entendi haverá traição.

    E uma traição dentro da familia é imperdoavel.

    Bjos,

    ResponderExcluir
  10. Quando vi o titulo pensei que fosse um post falando do filme.

    Esse não é bem o estilo de livro que gosto. Muito pesado, mas gostei da resenha e quem sabe depois não tenho a oportunidade de conferir.

    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Oi, Lena.

    Quando vi o título do post pensei que tratava-se do filme homônimo com a Sandra Bullock. (risos).

    Adoro histórias densas, mas concordo com a Je, traição em família é imperdoável mesmo! Mas sua dica está anotada!

    Só lendo para eu julgá-lo!

    Beijos.

    ResponderExcluir
  12. Putz então estou precisando ler esse livro, de qualquer forma. Parece ser muito emocionante e a historia bem conflitante.

    ResponderExcluir
  13. Olá,

    Como aconteceu com alguma das meninas, na primeira vez que ouvi falar desse livro pensei que fosse a versão literária do filme hehehe

    Já li comentários muito bons a respeito dessa história, já tive ele em mãos e acabei deixando, pois o tipo de traição que os personagens vivem é um tanto complexa, mas nem isso a torna perdoável.

    Bjos,
    Andrea
    http://literamandoliteraturando.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  14. Já ouvi falar desse livro mas simplesmente não acho que conseguiria perdoar os dois nesse caso. Não sei, talvez lendo o livro eu pense diferente rs mas é um assunto bem espinhoso né?

    Teh mais

    http://misscarbono.blogspot.com

    ResponderExcluir
  15. olá Lena concordo com o comentário da Cristina

    ResponderExcluir
  16. Livro especial. Um dos mais lindos bestsellers já lançados. Ele fala sobre o poder do amor,do perdão, da união...leiam e vão sentir.

    ResponderExcluir
  17. Também concordo com todas a s letras e vírgulas com a Cristina TRAIÇÃO NÃO TEM JUSTIFICATIVA!Por mais que a autora tenha floreado, romanceado, a traição existiu e teve consequências gravíssimas!!!

    ResponderExcluir
  18. Li o livro, porém preciso ler novamente para, talvez, ter outra visão. Qualquer traição é horrível, mas traição em família é infinitamente pior. Eles traíram por que quiseram, por tesão, simples assim. Nem Spencer, nem Jackie estavam em transe na hora da traição. Por alguns instantes os dois se olharam e se acariciaram no rosto, e, em seguida consumaram o ato sexual. Nesse momento Spencer transou com a cunhada e não como a esposa, os dois sabiam o que estavam fazendo. Logo após o ato Spence, em pensamento, cogita até casar-se com Jackie após a morte da esposa! O coração de Spencer era da Maggie, isso não há dúvidas! Por isso parece que Jackie foi a mais cachorra na situação, olha o trecho do livro, algumas horas depois da traição, Jackie se fazendo de vítima: 1ª frase: “Ela sabia que Spence procurava superar a culpa e o remorso por havê-la induzido a uma sessão de sexo.” [Oi? ela disse induzida?] 2ª frase: “O mundo não iria acabar por causa do erro que cometeram, um erro enorme, embora inevitável, talvez." [como assim inevitável? todo erro pode e deve ser evitado] 3ª frase: “Uma questão de tempo, também, para esquecer as BOAS SENSAÇÕES que vivera com o cunhado.” Ou seja, Jackie gostou de transar com o cunhado, os dois ficaram numa boa, fingindo que nada tinha acontecido, com carinhas inocentes. O tal “arrependimento”, bastante questionável, só veio quando a gravidez apareceu e que não poderiam mais esconder. E Jackie que “amava” tanto a irmã, não conseguiu responder a Maggie porque abriu as pernas para o cunhado, quando questionada, e no seu imenso egoísmo também não quis abrir mão do bebê interrompendo a gravidez, mesmo sabendo o grande sofrimento que traria à irmã traída. E no final, nas entrelinhas, a autora deixa implícito que Maggie não perdoou a irmã... O tapa na cara que Maggie deu em Jackie foi merecido e libertador...
    Jackie e Spence minimizaram o erro/traição, como se Maggie não tivesse o direito de se sentir magoada/traída por quem ela mais amava e confiava, os dois traidores não dimensionaram o estrago que haviam feito, com seus momentos de luxúria... Jackie ainda quis dar lição de moral na irmã que ela traiu, não considerando sua falta de caráter como traição, que nome então se dá ao que Jackie e Spence fizeram? Não consegui ver arrependimento verdadeiro dos dois. Spence parecia um palerma, inerte, sem reação, sem atitude nenhuma, deixando apenas o tempo passar, só teve atitude na hora de pegar a cunhada, isso não faltou... e Jackie mesmo grávida se engraçou de cara com o médico. Resumindo, acabaram com a vida da Maggie e seguiram em frente. Alguém viu Spence ou Jackie pedir perdão à esposa/irmã traída? Não né.... Sou contra o aborto, mas naquela situação se a irmã amasse realmente Maggie ela teria interrompido a gravidez, pois essa criança seria a eterna lembrança da traição deles.
    A autora obrigatoriamente ficou devendo um epílogo, pois jogou o problema sem solução! No futuro: Como seria o convívio familiar dessas crianças? Allison e Grace cresceriam acreditando que tinham um priminho quando na verdade era o meio-irmão delas. E o restante da família jamais saberia a verdade? A mãe já desconfiava de alguma coisa. E Spence como ficaria vendo outro homem criar o filho que ele tanto queria? E Maggie como conviveria com o fruto da traição? Olharia a criança apenas como sobrinho ou como filho do seu marido? Como seria um natal com a família reunida? Difícil imaginar né? O casamento de Spence e Maggie jamais seria o mesmo, algo importante se rompeu: a confiança no amor puro! Respondendo à pergunta da sinopse: Desespero ou traição? DUPLA TRAIÇÃO IMPERDOÁVEL. A traição não foi apenas naquele momento da transa, mas foi pra vida inteira! Reconheço o altruísmo de Maggie em salvar o casamento e o direito a felicidade das filhas em ter o pai próximo. Mas será que valeria a pena tanto sacrifício? Pra mim não. Preferia que ele tivesse ficado com o fisioterapeuta que parecia amá-la de verdade.

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por email.
Obrigada!

Editoras Parceiras

Postagens Recentes

Visualizações

Últimos Comentários

Pré-venda!

Lançamentos